Aparições de Cristo Jesus

abr

21

Domingo, 21 de abril de 2019

Sagrada Semana
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO, DURANTE A SAGRADA SEMANA, 8º DIA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Coloquemo-nos de pé para receber o Nosso Redentor.

Canção: Adoramos (em português).

Glória a Deus nas Alturas, Paz na Terra a todos os seres de boa vontade!

Podemos sentar-nos.

Quando Eu ascendi aos Céus, os Universos viveram o estado de iluminação, porque foi o próprio Deus, por meio do Seu Filho, que se fez presente no Universo para poder iluminar toda a Criação.

Essa iluminação é parte da Transfiguração de Jesus mediante a atuação de leis desconhecidas, que provêm da Fonte do Meu Pai e que atuaram naquele momento para despertar a consciência da humanidade e de todos os seres criados neste vasto e infinito Universo.

Não apenas o seu Mundo foi partícipe dessa iluminação, mas todo o Universo e além do que se encontra nele.

Essa iluminação que ocorreu no Universo após a Ascensão do seu Mestre e Senhor permitiu reencarnar nos homens a Luz do Pai, para que tivessem a graça da Comunhão Eterna com Ele, um Mistério ainda não compreendido pela humanidade, mas um conhecimento vivido pelos anjos que louvam e glorificam o Pai eternamente.

Essa iluminação da qual lhes falo hoje, também a alcançaram alguns homens da Terra e importantes servas Minhas que, através dos tempos e das gerações, puderam trazer à Terra a Luz de Deus.

Exemplos vivos existem na memória da humanidade. Seres humanos, como vocês, alcançaram o estado de iluminação porque se animaram, apesar dos seus medos, a viver a transcendência e a confiar além das suas limitações ou capacidades, a unir-se profundamente ao desconhecido, ao que vibra e atua no Universo Celestial.

Incenso.

Para que Leis Sublimes desçam à Terra, ações corruptas devem ser transmutadas, as quais estão além da capacidade da mente humana, mas que fazem parte do erro desta raça que um dia deve alcançar a redenção.

Hoje ofereceremos o incenso como símbolo da elevação da consciência e da transmutação das dimensões inferiores da Terra, que impedem o obrar e a ação de Deus.

Mas nesta hora tudo é possível, porque a Luz de Cristo desce à Terra e vivifica os corações no Amor de Deus.

Enquanto a Terra estabiliza os seus princípios, Eu desço com o Conhecimento de Deus para abraçá-los, para fazê-los partícipes da Ciência de Deus através de um dos Dons do Espírito Santo.

Isso os ajudará a ser consequentes Comigo nos tempos que chegarão, quando as Minhas Obras deverão cumprir-se, além dos acontecimentos ou dos desafios, além da consciência humana.

Vocês devem ser partícipes dos Meus Desígnios, concretizá-los e levá-los adiante, para que a Minha Graça permeie a Terra e a Minha Misericórdia redima os corações perdidos. Somente através da sua oferenda o conseguirei. Somente através da doação dos corações poderei chegar ao mundo inteiro e auxiliar as almas necessitadas, os corações solitários, os que não têm o amor de Deus.

Por isso, Eu os envio assim como enviei os Meus apóstolos, para que na Terra, nas nações e nos povos, deem testemunho do Amor de Deus em vocês, não para evangelizar, mas para compartilhar o amor que Eu lhes entreguei nestes tempos, amor que curará a Terra, amor que curará feridas, amor que renovará quem for tocado pelo Amor de Deus.

Não venho oferecer-lhes uma nova Igreja. Eu venho convidá-los, nesta era e neste tempo final, a entrar na Igreja Celestial de Deus, Templo do Coração do Pai que pode morar em Seus filhos por meio das suas essências.

Assim honrarão a Deus Todo-Poderoso como Me honraram hoje e permitirão que Eu esteja mais perto de vocês neste tempo, apesar dos acontecimentos na humanidade e nas nações.

Não Me separarei dos Meus apóstolos. Não abandonarei os Meus seguidores. Eu os farei dignos no Senhor, não apenas pelos Sacramentos, mas pelo Espírito do Pai que está nos Céus e que os contempla com imenso Amor.

A iluminação é um estado de transformação permanente que as almas devem alcançar com a sua entrega e com seu sacrifício. Essa iluminação os transmutará, e a oração é um meio para isso.

O serviço é uma porta para a iluminação total. O despojamento de si é outro caminho para a iluminação, para que se entregue a própria vontade para viver a Vontade Divina.

Muitos seres na Terra participaram desses mistérios e, sem perceber, alcançaram, pouco a pouco, a iluminação em Deus. Exemplos claros existem na história da sua humanidade. É tempo de as suas células serem iluminadas e os seus aspectos mais profundos redimidos, porque assim sempre alcançarão a paz e viverão o grande Mistério.

Nos últimos oito dias, suas almas viveram muitas revelações, suas consciências participaram de muitos acontecimentos e os seus corpos inferiores receberam grande ajuda. É tempo de fazer valer todas essas Graças, e que as suas consciências não percam esses impulsos, porque são os últimos, e jamais se repetirão.

Aproveitem o que Deus lhes entregou, e que isso não seja uma emoção passageira, mas a responsabilidade de um espírito e de uma consciência desperta em Deus, que compreende e sabe onde deve estar, e entende do que está participando e o que está atravessando neste ciclo agudo do planeta.

Assim, companheiros, multiplicarão as Minhas Graças por onde forem ou com quem estiverem. Serão Meus instrumentos e aprenderão a viver dia a dia a obediência, sem esquecer o espírito da santa humildade e da resignação permanente ante o Todo-Poderoso, afastando-se da soberba, da arrogância, da competição e sobretudo da maldade.

Quero torná-los puros no amor, cristalinos como a água, elevados como o Espírito Santo.

Não há mais o que decidir. Já não há tempo para retroceder; é hora de caminhar para a esperança, para que a Terra Prometida se manifeste no planeta e os mil anos de paz se estabeleçam e deixem de ser uma promessa na humanidade, senão uma realidade consciente e presente em todos.

Sustentem o Planeta e a sua raça; muitos são os que se autoconvocam, mas poucos os que Me seguem de verdade.

Meu rebanho deve ampliar-se; Meu estábulo está aberto para todos. O Templo do Meu Coração os espera e nunca lhes direi que não, porque sei do que necessitam no devido tempo. Assim, participarão da iluminação da consciência, e não serão teorias na mente humana; será algo que sentirão em seus corações, será vivo e resplandecente como a Luz que lhes entrego, encontro após encontro.

Chegamos ao fim de um ciclo. O ano 2019 promete muitos desafios e esforçados sacrifícios, mas não temam o esforço, temam não fazer o esforço correto e não estar no lugar correto.

Cada um de vocês tem sua missão a cumprir na Terra. Quando decidirem obedecer-Me, absolutamente, é que os véus da consciência cairão, e recordarão quem foram, para que vieram aqui – não só para encarnar e viver, mas para ser o que devem ser, o que Deus espera que sejam. Porque se vocês forem o que devem ser, os seus irmãos também serão o que devem ser.

Seremos muitos, neste Comando Divino e Celestial, que vêm do Céu ao seu encontro, para abrir os seus olhos e despertá-los, como nunca antes despertaram.

Não percam os tesouros que lhes entreguei. Não percam os impulsos de Luz que lhes derramei. Reconheçam os Meus Tesouros nos momentos mais difíceis das suas vidas, na prova mais dura das suas consciências.

Recordem estes momentos, porque somente recordando-os renascerão, sentirão a Minha Paz e recobrarão a força interior para seguir adiante, assim como Eu segui até o final, até a Cruz.

Nunca se esqueçam de adorar o Deus Todo-Poderoso. O mundo O ofende, dia a dia, com a sua indiferença e tibieza. Mas vocês, que foram chamados por Mim para transformar as suas vidas em Meu Nome e pelo Meu Nome, tornem os seus irmãos partícipes da Minha Misericórdia e, assim, o Meu Amor continuará triunfando na humanidade.

Antes de despedir-Me, neste oitavo dia, venho, a pedido do Pai Celestial, consumar o Meu sacrifício durante a Paixão, Morte e Ressurreição, por meio da Comunhão.

Que os seus corações se alegrem por estar entrando neste momento na Minha Igreja Celestial.

O Cordeiro foi imolado, mas o Seu Espírito os renovou e os renovará de tempos em tempos.

Soprarei sobre estes óleos, através do Meu Espírito, para que as almas sejam ungidas pelo Amor de Deus e alcancem a cura de que necessitam.

Ante o Todo-Poderoso, o Filho e o Espírito Santo, ante as potestades angélicas e arcangélicas, ante o Universo Criador e todos os seres de boa fé, celebraremos esta Comunhão em união a todos os servidores de Cristo, presentes na Terra através dos tempos e até os dias de hoje.

Ajoelhemo-nos.

"Santo Pai do Universo, que os Teus Tesouros, Legados e Relíquias espirituais toquem por um momento a Terra e toda a sua consciência humana para que, pelos méritos da Paixão do Teu Filho e pela Sua Gloriosa Ascensão, as almas caídas, perdidas e enfermas recobrem a força interior, a paz e a esperança para sentirem-se merecedoras do Teu Reino.

Ante todas as religiões, culturas e povos, ante todas as línguas e, apesar de qualquer condição superior ou inferior, positiva ou não positiva, constitua-se a transubstanciação dos elementos sob os princípios superiores da Arca da Santa Aliança e das Leis Cósmicas que regem todos os Mundos e Universos. Em nome da Fraternidade Universal, que guia e acompanha este mundo, em nome dos arcanjos, criadores de tudo o que existe e vibra neste Universo, hoje celebraremos, sob essas potestades superiores, o Sacramento da Eucaristia."

Recordem este momento como se fosse a primeira vez.

Eu lhes disse: "Tomem e comam todos d'Ele, porque este é o Meu Corpo, que foi entregue pelos homens para o perdão dos pecados".

Adoramos-te e bendizemos-Te, Senhor.

"Tomem e bebam todos d'Ele, porque este é o Cálice do Meu Sangue, Sangue da Nova Aliança, que foi derramado pelo Seu Redentor para a remissão dos pecados. Façam isso em Minha Memória."

Adoramos-te  e bendizemos-Te, Senhor.

Oração: Pai Nosso (em português).

Piedad cantará: Louvado seja Deus, e Glorioso Seu Reino, Aleluia, Aleluia...

"Este é o Corpo e o Sangue de Cristo. Bem-aventurados os convidados a servir-se deste Sacramento a fim de que a paz reine no planeta e na humanidade. Amém."

Quisera estar mais tempo com o mundo, mas sei que os Meus filhos e todos os Meus seguidores necessitam compreender e refletir sobre o que viveram durante esta Sagrada Semana.

Da mesma forma que quando Me elevei aos Céus, hoje trago o Poder de Deus, o Amor do Pai, do Filho e do Espírito Santo para derramá-lo sobre o planeta, em todas as nações, em todas as culturas, em todos os povos.

Neste momento, Nossa Senhora e São José apareceram ao lado do Nosso Senhor.

Agradeçamos.

E os três Sagrados Corações estão unindo-Se, criando uma Geometria Espiritual para ser colocada na consciência do planeta, a Sagrada  Geometria de Deus, que ilumina o mundo por meio do Amor e da Verdade.

Agradeçamos por este momento. Levemos nossas mãos ao coração e unamo-nos intimamente ao Sagrado Coração de Jesus, ao Imaculado Coração de Maria e ao Castíssimo Coração de São José. Sintamos o Amor de Maria, o Amor de São José.


Neste oferecimento que Eles fazem ao mundo, ante tanta adversidade e escuridão, a Luz de Deus reina em meio aos Sagrados Corações. Ante os Mensageiros Divinos e no silêncio de nosso coração, façamos a oferta a cada um d'Eles.

Oração: Ave Maria


"Venerável e Castíssimo Coração de São José,
obreiro e servo fiel do Pai Altíssimo,
auxilia a humanidade para que ela seja redimida
pela Graça Misericordiosa de Cristo,
Rei do Universo. Amém."

"É tudo por Ti, Jesus,
por Tua insondável Misericórdia,
Amém."

"Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo
como era no princípio, agora e sempre,
pelos séculos dos séculos. Amém."

 

Tomemo-nos as mãos e, ante os três Sagrados Corações, na Presença do Altíssimo e dos Seus Coros Celestiais, repitamos a oração mais poderosa que Jesus nos ensinou: o Pai Nosso (em aramaico).

Cristo estende o Seu Braço e a Sua Mão para abençoar todos nós, colocando a Sua outra Mão no Coração, como fez naquele tempo.

Deixemo-nos inundar pelo espírito de gratidão e pela reverência ante Deus e Seus Mensageiros.

Levemos as mãos ao coração e agradeçamos novamente.

No próximo ano, 2020, Eu os esperarei aqui; não só vocês, mas os seus irmãos, todos aqueles que não puderam estar aqui para ser partícipes da Minha Graça, da Misericórdia de Deus.

Preparem o próximo ano com maior consciência e colaboração. Todos devem construir a próxima Sagrada Semana para o Seu Senhor. Terão um ano para fazê-lo, porque será a última, a última Sagrada Semana.

Que a Paz de Deus esteja em seus corações, e essa Paz abrace o mundo inteiro, que renove as vidas, exalte os corações, que todos sejam parte da infinita Fraternidade de Deus. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém

Em silêncio e adoração, vocês se darão a saudação da Paz.

Agradeço-lhes.

A pedido do Nosso Senhor, entoaremos um cântico que muitos conhecem, que se chama "A Ceia".

A pedido de Cristo, faremos este tributo a Trigueirinho, fazendo uma síntese da história que Trigueirinho foi gerando através dos tempos para que o Mestre pudesse estar aqui, e em louvor e gratidão entoaremos esse cântico.

Em seguida faremos um intervalo, para administrar um importante Sacramento, o Sacramento da Unção dos enfermos. Trinta e cinco irmãos foram escolhidos para serem ungidos pelo óleo que foi abençoado especialmente por Nosso Senhor para esse exercício.

Cada um de nós é convidado a acompanhar esses irmãos para que espiritualmente possa suceder o que Cristo necessita que suceda.

Ponhamo-nos de pé.

Canção: A Ceia (em português).

abr

20

Sábado, 20 de abril de 2019

Sagrada Semana
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO DURANTE A SAGRADA SEMANA, 7º DIA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Por meio da água purifico as consciências do mundo e batizo-as com o Espírito Santo.

Hoje trago entre Minhas Mãos e perto do Meu Coração o Sagrado Relicário do Sangue do seu Senhor, guardado em pequenos cristais de césio e mostrando ao mundo a Luz do Sangue de Jesus, preciosamente guardado e registrado no Grande Banco Espiritual do Universo.

Contemplem, companheiros, este Sagrado Relicário, na sagrada geometria de um losango que guarda as gotas de Sangue do seu Redentor.

É com este código que Eu venho renová-los e transfigurá-los, não apenas no Sacramento do Batismo, por meio da água, mas também através do Sacramento da Fé, por meio do Meu Sangue.

A preciosa Paixão do Seu Senhor, como lhes disse ontem, e dando continuidade ao sagrado Conhecimento Divino, foi preciosamente guardada, não apenas cada um dos fatos, mas também cada um dos padecimentos do seu Redentor, especialmente os de haver derramado o Sangue e a Água do Cordeiro de Deus na superfície deste planeta e na consciência da humanidade.

Eis aqui o Código Crístico da renovação, que nenhuma ciência nem teoria pode explicar, que nenhum homem da Terra pôde descobrir porque o valor do Meu Sangue espiritual é divino, supera toda ciência e entendimento.

Através do Sangue do seu Senhor, posso não somente curá-los e redimi-los, também posso convertê-los, porque o Sangue derramado de Cristo, recolhido nestes pequenos cristais de césio, guardados nesta Sagrada Geometria de Deus, não só representa a redenção da humanidade, mas o testemunho físico e espiritual do Amor de Deus para com os homens. 

Assim, também, cada um dos elementos que foram utilizados na Paixão do seu Mestre e Senhor o representam. Cada um desses elementos é um símbolo espiritual, tem um profundo significado que vai além da mente humana.

Apesar dos padecimentos vividos, é com este Sangue Espiritual e Divino que Eu venho transformar os aspectos humanos, transubstanciar suas consciências no modelo espiritual que Deus necessita para estes tempos.

Por isso, não ponho Meus Olhos nas resistências humanas, mas no potencial que vocês têm em seu interior de poder amar assim como Eu amei o mundo e assim como hoje amo a humanidade.

Sua experiência de redenção poderia ser um grande testemunho de conversão para a humanidade, e muito mais almas se sentiriam atraídas para viver a mesma experiência.

É por isso que hoje lhes trago o Relicário do Meu Precioso Sangue, adorado pelos anjos, venerado pelos santos, contemplado pelos bem-aventurados.

E hoje, apresento-lhes esta Geometria Sagrada para que as suas consciências possam despertar e ir além do material, do intelectual ou do mental; alcançar a esfera sublime de consciência onde o único Deus habita e, também, contempla os méritos do sacrifício do Seu amado Filho.

Hoje trago este Relicário entre Minhas Mãos para espargir a sua Luz ao mundo. Recebam este potentíssimo caudal, doando e entregando suas mãos a Mim, em reverência, para que o código celular do Meu Sangue continue modificando a consciência humana, até que ela alcance a forma perfeita do arquétipo de Deus, baseado nas Esferas Sublimes onde se originaram os princípios da Criação, onde surgiram as primeiras formas conduzidas pelo Pensamento Divino e materializadas pelo Amor de Deus, antes da existência deste Universo material.

O Sangue Espiritual do Filho de Deus provém dessa Fonte.

A Consciência do seu Pastor teve que encarnar na Terra para modificar a história dos homens e desviar o destino de quantos estavam imersos na perdição.

O Sangue de Jesus, preciosamente elevado e transfigurado pelos méritos do Seu sofrimento e dor, é o princípio genético que a humanidade deverá resgatar para estes tempos, não apenas na filiação, com os Sacramentos, mas na vivência do Amor Crístico em cada ser, testemunhando ao mundo o serviço, a perseverança e a fé.

Adonai, hoje volto a entregar-Me aos Teus filhos por meio do Meu Sangue. Mas este é o Sangue da vitória, do amor e da luz, que provêm do Teu Coração; atributos que estiveram presentes no momento culminante da Minha Vida. 

Senhor, hoje não ofereço as angústias que sinto pelo mundo. Ofereço o triunfo do Sangue do Teu Amadíssimo Filho para que o código celular, proveniente da Fonte Espiritual da Tua Criação, desça ao mundo, una-se às almas e transforme os corpos que estão em redenção.

Enquanto os universos se abrem, os anjos contemplam o precioso Sangue do Senhor, que desce na Geometria Sagrada do Pai e manifesta o poder da glória da origem desta Criação.

Recebam, então, os Meus Códigos de Luz para que as suas vidas sejam transformadas conforme a Vontade do Pai, do Filho e do Espírito Santo, e tenham fé em que tudo se converterá no seu devido tempo.

Este é o terafim que hoje trago para a humanidade, abrindo as portas à redenção planetária, fazendo as almas mais imperfeitas partícipes dos méritos do Sangue de Jesus.

Quem puder, por um momento, ponha a sua cabeça no chão para receber de Jesus a Luz do Seu poderoso Sangue, presente no Sacrário do Seu Espírito e manifestado na forma perfeita da Geometria de Deus.

Contemplem os méritos do Salvador na união profunda com Seu Espírito, e tudo será transformado.

Podem levantar-se e levar as mãos ao coração.

É o Sangue Espiritual de Deus que hoje as suas vidas recebem, para que a Sua Vontade, algum dia, possa cumprir-se em vocês, assim como a Vontade de Deus se cumpriu em Mim.

Elevemo-nos ao Céu neste momento. Ofereçamos nossas vidas aos Pés do Criador e, em absoluta confiança, sigamos Seus passos, para que nossas vidas sejam guiadas pelo Propósito Superior e pela Divina Existência, a Fonte imaterial da Criação, de onde surgimos e para onde retornaremos, com tudo o que foi aprendido e vivido na Terra.

Ao redor de Jesus, neste momento, apareceram as santas mulheres.

Trouxe-as aqui, companheiros, como testemunhas do Meu Amor por elas, de um Amor eterno, inextinguível, de um Amor que as leva à paz.

Elas ungiram o Divino Corpo do Seu Esposo. Porém, hoje, elas são ungidas pelo Espírito de Deus, assim como vocês são ungidos pelo Espírito Santo, em sua máxima expressão de amor e de bondade.

Que o Ministério do Precioso Sangue do seu Mestre e Senhor sempre seja recordado pelo mundo para que as nações se cristifiquem, para  que os povos se convertam, para que as almas se redimam pela poderosa Fonte de Amor que provém do Meu Coração para o mundo inteiro.

"Pai Celestial, não olhes os erros do mundo, a indiferença das almas. Contempla, agora, a fé dos Teus filhos, a confiança dos Teus servos, a entrega dos Teus servidores, para que se cumpra na Terra o Teu Projeto Celestial. Amém."

Os sacerdotes podem aproximar-se, por favor.

É com imensa alegria que ofereço este momento a todos. E espero que esta alegria que nasce do Meu Coração possa ser sentida e compreendida por todos com o mesmo afeto e carinho que Eu dei aos Meus apóstolos.

Hoje lhes entrego Meu afeto espiritual e paternal.

Ajoelhemo-nos e agradeçamos a imensa caridade do Nosso Senhor.

Assim como confortei os apóstolos na última Ceia, hoje conforto cada um de vocês com o Meu Espírito, para que sintam o Amor de Deus vivo em cada uma das suas células, para que seus corpos acompanhem o fim destes tempos, para que não temam o que chegará em breve ao mundo e os acontecimentos que se precipitarão na Terra. Porque, se vocês estão em Mim, Eu estarei em vocês, e juntos estaremos no Pai Celestial, sob a Sua Glória, Graça e Misericórdia.

Por isso, companheiros, ofereço a consagração destes elementos com o mais caloroso afeto do Meu Coração.

Sinto que podem viver Comigo este momento de verdade. E que podem sentir em vocês, através das Minhas Palavras, a Luz de Deus que se entrega ao mundo nesta hora para resgatar a humanidade e o planeta, que agoniza e sofre em seu mais profundo silêncio.

Quero que se sintam partícipes e parte de Mim, do Meu Corpo Espiritual, da Minha Consciência e da Minha Alma, e que as suas almas, nesta hora de tantos erros e injustiças humanas, glorifiquem por meio do Filho ao Todo-Poderoso, Nosso amadíssimo e eterno Senhor Deus, a Fonte única, perpétua e eterna da Criação.

É pelos méritos do Meu Sangue que lhes ofereço o Meu caloroso Amor de Mestre e Senhor, porque sei que a sua hora culminante se aproxima, para cada uma das suas vidas, quando, na mesma solidão que Eu atravessei, deverão confiar absolutamente em Deus e em Sua Misericórdia para aprender a atravessar as provas difíceis que o mundo viverá.

Mas recordem, companheiros, que Eu voltarei para encontrá-los e reuni-los em Minha Graça, para voltarem a comungar do Corpo e do Sangue do seu Senhor, para a remissão das faltas e de todas as maldades do mundo.

Recebam o Meu afeto de Pastor. Sintam a consolação do Meu Espírito, do mesmo Espírito que se entregou aos apóstolos e à humanidade, o Espírito do Deus vivo que renova todas as coisas de tempos em tempos, como uma sublime e doce vibração.

Recebam o consolo que os anjos Me deram no Horto Getsêmani, porque sei que a sua carne é débil, mas o seu espírito é forte para poder seguir-Me e aceitar-Me, para poder responder-Me e, assim, cumprir a Minha Vontade.

Hoje venho fora da Minha Igreja por todos os que não Me encontraram e pelos que algum dia Me encontrarão por meio desta Obra, que humildemente e em imperfeição imita os sagrados exemplos do seu Senhor. Porque aqui Eu venho dar-lhes o Amor de Deus para que vivam a Verdade, para que aprendam a ser justos, bons e mansos, para que se arrependam e perdoem o que ainda não perdoaram.

Meu pedido ao mundo e aos presentes é que se perdoem, assim como Eu os perdoei em cada passo da Cruz, incondicionalmente.

"Eli Eli, Pai do Amor, da Unidade e da Sabedoria. Olam, Emmanuel, Mahadbi Abba, Shalom Adonai, Eloheinu, Tu que és Santo, Tu que és tudo para nós, Tu que entregaste Teu Filho por amor, para que Tuas criaturas vivam o perdão e a redenção, consagra esta água através do Teu amadíssimo Filho, para que as almas repousem nos Teus braços e curem suas feridas.

Iod He Vaud He, que estas velas sejam a luz do Teu Espírito nas almas sofridas que hoje serão batizadas pela força invencível do Teu Amor e da Tua Paz, e que os Teus filhos, neste batismo, neste dia de Glória, pelos méritos e as Graças do Teu Servo Jesus Cristo, encontrem o caminho para a Tua Vontade. Amém."

Ponhamo-nos de pé.

"Pai, Tu que renovas todas as coisas, hoje o Teu Amor renova todos os seres por meio da recordação da vivência deste amoroso sacrifício, que o Teu Filho entregou, em confiança, à humanidade."

Neste dia de Aleluia, quando os anjos cantam a redenção da humanidade, Eu volto a dizer-lhes: "Tomem e comam todos d'Ele, porque este é o Meu Corpo que foi entregue por vocês para o perdão dos pecados".

Adoramos-Te, Senhor, e bendizemos-Te. (Repetir três vezes.)

Do mesmo modo, hoje volto a dizer-lhes: "Tomem e bebam todos d"Ele, porque este é o Cálice do Meu Sangue, Sangue da Nova Aliança, que foi derramado pelo seu Mestre e Senhor e por todos os mártires, para o perdão dos pecados".

Em nome do amor, da luz e da verdade, façam isso em Minha Memória.

Oração: Pai Nosso.

O Corpo e o Sangue Divino de Cristo.

Reverenciemos.

Alegrem-se os convidados ao servir-se deste Sacramento de redenção.

Hoje lhes dou a Luz do Meu Amor para que a reconheçam e a vivam. E hoje lhes dou o Meu abraço paternal para que saibam que a Luz do Amor sempre será verdadeira, infinita e eterna.

Em alegria, irmandade e silêncio, vocês se darão a saudação da paz, para que a paz esteja na humanidade.

Que a Paz do Meu Coração esteja em vocês e em todos os que a suplicam.

Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Agradeço-lhes.

abr

19

Sexta-feira, 19 de abril de 2019

Sagrada Semana
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO DURANTE A SAGRADA SEMANA, 6° DIA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Convidamos todos a colocar-se de pé, em reverência ao nosso Senhor. No momento em que Ele aparecer, os que puderem ajoelhem-se e os que não puderem sentem-se.

Podemos cantar.

É assim que Eu quero ver o mundo: em reverência e amor, reconhecendo o Cristo interno dentro de si, Aquele que nunca morreu, Aquele que sempre vive através dos tempos e dos acontecimentos.

Eu não estou morto, estou vivo em vocês, cada vez que Me permitem, e mais ainda poderei estar até que tenham consciência e sabedoria do seu compromisso com o Pai Celestial. 

Tudo que sucedeu durante a Paixão do seu Senhor já foi dito até certo grau, mas a humanidade ainda desconhece os verdadeiros Mistérios de Deus que estão guardados na Arca da Santa Aliança e que zelam pelas memórias do seu Mestre e Senhor, desde o Seu nascimento até a Sua ascensão. 

Mas hoje, o mundo deve saber o que verdadeiramente sucedeu, além dos fatos, e por que o próprio Deus encarnou como um homem e como uma consciência humana para dar-Se aos Seus filhos, completamente, em Misericórdia e Amor.

Devem transpor esse Mistério através da sintonia dos seus corações, nesse grande registro Universal da Paixão do seu Mestre e Senhor.

O Senhor pede três velas para abençoá-las.

E para que, por meio da luz delas, companheiros, este plano material, este Universo criado pelo próprio Deus, através dos Seus anjos, seja testemunha das revelações da Arca da Santa Aliança sobre os mistérios da Paixão do seu Mestre e Senhor, convido-os, neste momento, a preparar-se interiormente, e que não apenas escutem as palavras ou que os seus corações se comovam.  

É necessário, companheiros, neste tempo crucial da humanidade, em que milhões de almas e nações estão em jogo, que exista uma consciência de responsabilidade, de maturidade e de adesão à Vontade Divina.

Estas três velas representarão a Santíssima Trindade que, por meio da Sua presença imaterial e do Seu impulso divino, trará à Terra a revelação de Deus.

A Luz protege o Sagrado Conhecimento, acende as essências na  Sabedoria de Deus.

Deus necessitou entregar-Se ao mundo, descer da Sua Fonte Suprema para salvar os Seus filhos. Não havia outro caminho. A humanidade estava a ponto de perecer e de destruir a si mesma.  A escuridão da consciência humana e de todos os infernos poderia ter tomado completamente o planeta se uma intervenção divina não houvesse ocorrido.

Por isso, a Mãe de Deus foi escolhida entre todas as mulheres. E, naquele  tempo e naquele momento, Ela teve conhecimento da Verdade, além da encarnação do Filho de Deus como manifestação da Segunda Pessoa de Deus, que é o próprio Deus.

Foi o Arcanjo Gabriel que, antes de descer à Terra para encontrar-se com Maria, pediu ao Pai Celestial para resgatar o Projeto Genético Humano de todos os erros que as gerações anteriores a Mim haviam cometido, por perversão e por haver saído da Lei. 

Mantenham-se concentrados, porque se não, não poderei continuar. Seu coração deve estar no que sucede e não em outro lugar, porque se estão aqui é porque Me buscam e porque Me chamam, é porque necessitam de Mim.

O que hoje se registra aqui não sucederá mais, porque o fim dos tempos já está acontecendo e o mundo deverá assumir o que não correspondeu e por ter saído da Lei.

Mas, se os seus corações buscam o Meu caminho, apesar do que ocorra, nada lhes sucederá, porque estarão dentro de Mim, do Meu Corpo Místico, ao viver plenamente a Comunhão Eucarística.

Foi assim que o Arcanjo Gabriel desceu à Terra, em um momento de grande tribulação e escuridão.

Enquanto as portas dos infernos estavam abertas, por outro lado a Consciência Divina, a Fonte Única, o Deus Vivo, fez-Se presente através do Arcanjo Gabriel ante a divina pessoa de Maria, para expressar-Lhe e revelar-Lhe a Sua Vontade.

Neste momento, nosso Senhor está apresentando e mostrando a Anunciação de Gabriel a Maria e o que sucedeu nesse fato.

Se o Seu "sim" não tivesse sido firme, hoje não estariam aqui e tampouco o mundo existiria.

Mas, ainda que Deus soubesse que a humanidade se salvaria pela redenção do Filho e por tudo que Ele ofereceu à humanidade, o sim de Maria como ser humano foi o antes e o depois da salvação do mundo e de todas as gerações que A sucederiam, do povo de Israel até os povos de hoje.

Nos Pergaminhos da Arca da Santa Aliança está escrita essa história, assim como muitos outros fatos que ainda ajudam espiritualmente o mundo em sua redenção, trazendo às almas a renovação e a vida para poderem assumir com amor e responsabilidade o compromisso, e assim fazer cumprir o Plano de Deus na Terra.

O Anjo Gabriel soprou em Maria o Espírito Santo e encarnou n'Ela o Filho de Deus. 

Nesse momento, algo importante sucedeu: não só Maria teve uma revelação espiritual do que representaria o nascimento de Cristo, isto é, do próprio Deus como homem e como consciência, como também foi um fato importante para a humanidade, que abriu as portas à redenção dos homens e ao exorcismo dos infernos.

Para que o Filho de Deus pudesse nascer, um projeto divino e espiritual foi idealizado pelo Pai, antes que Ele descesse à Terra através da presença do Seu Amado Filho.

A aceitação de Maria à Vontade de Deus foi o começo e o surgimento de uma nova humanidade, e assim o Universo Espiritual começou a atuar na Terra e, nos planos internos, tudo estava sucedendo conforme a Vontade do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Assim, um grande portal se abriu na humanidade e todos foram chamados a atravessá-lo, inclusive aqueles que seriam os inimigos de Jesus. Porque além do aspecto humano ou do ego humano, Deus buscava dos homens, através do Seu Filho, a filiação com Ele e o sentido da união interna com o Seu Espírito.

Mas, no cenário da Paixão de Jesus, cada um cumpriu o seu papel e a sua prova, cada um esteve no lugar que merecia estar e teve a oportunidade de aprender no amor e de manifestar a verdade.

Vocês já conhecem a dor interminável de Jesus porque foi bem relatada. Vocês ainda não conhecem, companheiros, o que se deu nos planos superiores, onde o universo angélico atua e obra, durante os acontecimentos da Paixão do Senhor, nos quais os sinais que ficaram gravados e registrados são os que intervêm na consciência do planeta pela redenção da humanidade e pela consagração dos homens à Vontade de Deus.

São esses sinais dos acontecimentos ocultos do seu Senhor que hoje ajudam o mundo para que ele possa redimir-se e converter-se como foi previsto pelo Pai.

Por isso, a Minha Igreja deve conhecer esses Mistérios e não negá-los, porque não quero que Me neguem mais, como Me negaram os que estiveram Comigo faz tanto tempo, e hoje estão novamente aqui, recebendo a sua última oportunidade, por obra e intervenção da Graça Divina. 

Mas recordando, verdadeiramente, o que aconteceu na Paixão de seu Senhor, poderão recuperar o que perderam espiritualmente pelas diferentes experiências da vida e pelo que ainda há que corrigir em suas consciências. 

Este tempo que hoje levo com vocês, foi o mesmo tempo que Deus utilizou para levar adiante a vitória da Paixão do seu Senhor na humanidade, nos planos superiores de consciência, onde verdadeiramente tudo sucedia e se manifestava. 

Por isso, minha Santa Mãe Me acompanhou até o final, e continuou, até os seus últimos dias na Terra, levando a Minha Palavra e o Meu Amor ao mundo por meio da fundação das primeiras ordens religiosas, os antepassados dos templários, a primeira congregação crística na Terra, que construiu a ponte entre o Legado de Cristo e toda a humanidade.

Os fatos da Minha Paixão não foram apenas fatos físicos, vistos e reescritos por vários apóstolos e por todos os que participaram dos acontecimentos naquele tempo. Os próprios anjos de Deus registraram os feitos espirituais e cósmicos da Paixão do seu Senhor, porque por trás do cenário terrestre da Paixão de Cristo, os universos se mobilizaram e grandes consciências lumínicas se deslocaram à Terra para cooperar e trabalhar na redenção da humanidade e na expulsão de Luzbel da esfera do planeta.

Porque, quando Eu expirei na Cruz, ele foi vencido setenta e sete vezes, e os infernos se fecharam, mortos ressuscitaram e cantaram glórias nas ruas de Jerusalém, enfermos se curaram, almas despertaram e tomaram consciência de por que estavam na Terra e o que vieram cumprir como essências.

O Universo de Deus desceu à humanidade, mas Ele, em Seu Comando Maior, permitiu que os Seus maiores inimigos e o anjo caído aprendessem com a vitória da Paixão de Jesus para que esses fatos não voltassem a repetir-se nunca mais. Porque a fé dos crentes em Cristo, através dos tempos, seria tão grande e poderosa que permitiria o reaparecimento do seu Senhor no fim dos tempos, isto é, no tempo atual e neste momento.

Agora compreendem, companheiros, que fazem parte de um acontecimento passado e de uma história que deve concluir-se em suas vidas, com o triunfo do amor e da verdade dentro de cada um dos seus seres, e que não  devem perder, uma vez mais, a oportunidade, porque não haverá outra, neste tempo nem no próximo.

Os universos se mobilizaram em direção à Terra e as forças superiores entraram neste planeta com todo o poder da Luz de Deus para retirar do cativeiro quantos ali estavam há muito tempo, desde Abraão até o presente.

Assim, hoje vocês estão aqui porque, de alguma forma, foram retirados desse cativeiro, da cadeia interminável dos erros, que provém do Universo e continua na Terra.

Através dos tempos, vocês receberam uma Graça maior para poder estar hoje aqui ante Mim, e muitos mais esperam por essa Graça, pela oportunidade de estar diante do seu Senhor para aprender a cumprir a Sua Vontade e não perder o tempo da Graça Divina, que está terminando, antes que aconteça o Grande Juízo Universal. 

Eu os trouxe aqui como almas, e não como pessoas, para contar-lhes a verdade, verdade tão semelhante à que contei aos apóstolos naquele tempo.

Mas vocês já têm uma experiência, uma origem e um passado, que ainda está sendo redimido e transmutado pela sua responsabilidade para com a fé e a vida espiritual com Cristo.

Não há tempo a perder, não há tempo a esperar. O conhecimento espiritual que está nos universos ainda espera para descer ao planeta e, enquanto vocês mantiverem a sua adesão Comigo, o Conhecimento divino chegará, semelhante a uma chuva que cai do céu de forma contínua e permanente.

Assim os seus espíritos se enobrecerão, suas almas serão exaltadas, porque darão reconhecimento à Paixão e à morte do seu Senhor e não farão o mesmo que muitos fazem, não dando valor ao que Eu fiz por vocês naquele tempo.

Cada vez que recordam os Meus feitos estão ante a oportunidade de dar um novo passo nos graus de amor e de consciência. Estão assumindo com responsabilidade o caminho, afastando-se das aparências e desilusões do mundo e de todos os caminhos confusos e espirituais que a humanidade oferece neste tempo, somente para afastar de Deus cada uma das almas que Eu convoco.

Vocês decidiram ser o Meu novo rebanho, para unirem-se ao Meu velho rebanho da Igreja estendida por toda a Terra para que, nessa fusão de amor e de irmandade, a Terra e a consciência humana possam preparar-se para o Meu reaparecimento físico na humanidade, no esperado Segundo Retorno do seu Senhor.

Guardem estes conhecimentos como os últimos. Revivam de tempos em tempos a Sagrada Semana, para que as suas vidas se tornem sagradas ao tomar contato com a aparição do seu Mestre e Senhor e, especialmente, com o Seu Verbo, que é o Verbo do Pai, que se pronuncia ao mundo pela última vez neste tempo crucial e definitivo da humanidade, em que grandes decisões deverão ser tomadas, e essas decisões das suas vidas os colocarão perto ou longe de Mim.

Por isso, é necessária a oração, para que a tentação não prevaleça e os Códigos Divinos que eu lhes entrego em cada aparição possam produzir méritos em suas consciências e despertar novos frutos em seus espíritos, para que mais talentos estejam disponíveis para o seu Mestre e Senhor. Que Eu possa ser a razão do seu existir.

E assim, Minha Mãe, Maria, dando o "sim", salvou o mundo e permitiu que, por meio da Sua humildade e pobreza, Seu Filho e seu Senhor estivesse aqui neste dia para compartilhar com os Seus filhos os triunfos e os méritos de Deus através da pessoa de Cristo, em Divindade e em Espírito.

Neste dia, em que o corpo do Senhor é flagelado pelo mundo, pela indiferença dos homens, pela desigualdade das nações, pela fome dos mais pobres e a falta de cura nos enfermos é que este Corpo dolorido é ungido pelas orações dos que O amam, os que veneram e reconhecem a Pessoa de Jesus como o Redentor.

Hoje venho anunciar-lhes a Paixão do planeta e as agonias da humanidade, que ninguém ainda conseguiu curar nem aliviar, por serem muitas.

Por isso, em sua oferta de serviço à humanidade e aos Reinos da Natureza, por sua entrega na oração e na vivência da Eucaristia, por seu compromisso responsável e a sua adesão aos Planos de Deus é que aliviarão o Corpo dolorido do seu Senhor, e as chagas espirituais da humanidade se fecharão, sendo ungidas pelo Espírito Santo, que tudo renova e tudo cura. 

Em nome das Chagas do seu Mestre e Senhor e de todos os Seus padecimentos, venho oferecer-lhes, companheiros, a unção e a cura espiritual dos seus erros e das suas chagas internas e profundas, que somente Eu conheço, de cada uma das suas vidas. 

Coloquemos as mãos em sinal de recepção e nos ponhamos de pé.

Abrimo-nos ao milagre das Chagas de Cristo e ao poder da Luz que elas contêm e oferecemos o nosso amor para cicatrizar as Chagas de Jesus, para que as nossas próprias chagas sejam curadas de todo mal e de toda dor.

Eu Me colocarei sobre vocês para ajudá-los.

Quem puder que se ajoelhe, e sintam em seus seres a presença de Jesus e o poder de cada uma das Suas Chagas.

Escutamos a Sua Palavra e acompanhamos, no silêncio dos nossos corações, esta intervenção divina e este momento de Graça que o nosso Mestre e Senhor concede ao mundo inteiro pelos méritos da Sua Paixão e pelo triunfo do Seu Amor Invencível.

O Senhor está espargindo a Sua Luz sobre todos. A Luz ingressa pela nossa cabeça e chega ao nosso coração, ao ponto mais interno do nosso espírito, ao mais profundo de nossa alma.

Jesus concede a cura através das Suas Luminosas Chagas e caminha sobre vocês irradiando a Sua Luz, fazendo-o também pelo mundo, pelos que mais sofrem, pelos que morrem, pelos que padecem as guerras, pelos que são refugiados, pelos que estão enfermos mentalmente, pelos que estão presos.

Ele espalha a Sua Luz espiritual e, por meio dessa Luz, neste dia da Sua Paixão, Ele concede a Paz e o equilíbrio em todos os planos e, assim, estabelece nesta Sexta-feira Santa, a comunhão espiritual entre as almas e Deus, assim como Maria Santíssima viveu a comunhão com o Pai, enquanto gestava o Seu Filho durante nove meses.

Agora Jesus ordenou a quatro grandes anjos que se coloquem nos quatro pontos da Terra, para Ele poder orar pela humanidade. Acompanharemos em nosso silêncio a Sua oração, sabendo que nesta hora e neste momento estamos sendo ajudados pela Sua Luz Espiritual e pelos méritos da Sua Paixão.

Deixemos, então, que o nosso ser esteja vazio, entregue e doado em comunhão com a Sua Divindade.

"Adonai, Fonte da Verdade e da Justiça, Origem das origens, Oceano infinito de Amor, Universo inextinguível, representação de toda o criado, Divina Graça manifestada, Sopro do Espírito Universal, Poderoso Senhor, Fonte de Renovação e de Amor.

Assim como Tu Me concedeste vir ao mundo e encarnar entre os homens, hoje Te peço, Emmanuel, que surja da Tua Fonte a absolvição divina para transmutar os erros dos homens, sublimar com a Tua Luz os corações e expurgar o mal da Terra, para que seja novamente o Teu Amor que triunfe e que possa surgir em todos os Teus filhos, em todos os que afirmam sua fé e a sua confiança em Ti.

Não olhes os erros do mundo, a perversão destes tempos. Que o Teu Coração, Abba, não sinta mais indignação, tampouco ira, mas que o Teu Coração se alegre pela alegria dos Teus filhos. Que o Teu Coração se acenda em gratidão pela gratidão dos Teus filhos, porque assim o Teu Amor triunfará e se fará justiça. Consola os oprimidos, assim como Me consolaste em cada passo da Paixão. Que a Tua Graça se expanda, que os Teus poderes desçam e que se cumpra até o fim dos nossos dias a Tua Vontade. Amém."

Levamos nossas mãos sobre os nossos corações. Podemos sentar-nos e agradecer.

Vivam a Minha Paixão como um triunfo, e Me representem na Terra como Meus novos apóstolos, os que levarão o Meu Amor à humanidade e se entregarão aos pedidos de Deus de maneira incondicional e permanente, para que se cumpra a Sua Vontade.

Estendendo os Meus braços e as Minhas mãos sobre o mundo e sobre vocês, Eu lhes concedo a Paz para que nunca a percam de vista, para que sempre a recordem, porque na Paz se redimirão e na sua redenção alcançarão a confiança do Pai, assim como o Pai confiou em Seu Filho.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Repitamos agora, ante a presença de Jesus, a oração que Ele nos ensinou.

Pai Nosso (em português).

E, em unidade ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, agradeçamos, a pedido de Cristo, ao nosso Pai Celestial, este dia de solenidade e de recolhimento no Coração de Jesus, pronunciando os Seus Nomes Sagrados. Vamos cantar os Nomes de Deus, como um só povo e uma só consciência, para que o Universo desça à Terra.

Graças, Senhor, por quanto nos dás!

Neste encontro, honramos-Te, Senhor.

E, unidos à Paixão do Nosso Senhor, mantenhamo-nos neste recolhimento, nesta união profunda com Cristo, renovando o Sacramento da Fé, e agradecemos a todos os que nos acompanharam através deste meio. Após esta transmissão, que finalizaremos agora, reviveremos a Paixão  de Cristo, por meio da Via Crucis, em todos os Centros Marianos.

E seguiremos recebendo em nosso interior os impulsos de Luz que Cristo deixou no planeta.

Em reverência e em amor, agradecemos e encerramos este encontro.

Graças, Pai, por quanto nos dás!

E, sob a bênção do Sagrado Coração de Jesus: em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

abr

18

Quinta-feira, 18 de abril de 2019

Sagrada Semana
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO, DURANTE A SAGRADA SEMANA, 5º DIA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Pai Nosso (em Aramaico).

Hoje venho com alegria celebrar a imolação do Cordeiro, mas desta vez por meio da Minha Misericórdia e não do Meu sofrimento.

Porque Eu já padeci por vocês, sofri por vocês, como foi dito na anunciação do Evangelho de hoje.

Mas muito mais coisas aconteceram naquele tempo e hoje, especialmente, a pedido de Meu Pai Celestial, venho para dar-lhes a conhecer muito mais dos mistérios de Amor que Seu Mestre e Senhor viveu por vocês e pelo mundo.

Que hoje seus corações voltem a alegrar-se, que seus espíritos entrem em júbilo, porque o início de sua redenção está próximo e o fim do cativeiro chegará para muitas almas que têm buscado desesperadamente a presença do seu Senhor.

Hoje serão ungidos pelo Espírito Santo.

Eu os convido a viver neste ministério sacerdotal, para que possam representar-Me na Terra como Meus apóstolos, não apenas dentro desta Igreja que Eu construo com vocês, mas dentro de toda a Igreja que está na Terra, que apesar de viver seu tempo de tribulação, como foi profetizado por Seu Senhor, o amor de Minha Igreja nunca perecerá, porque esse amor é sustentado pela fé dos crentes e dos devotos, pela vida religiosa e, especialmente, pela vivência do Sacramento da Eucaristia.

Isso faz, companheiros, com que os cimentos da Minha Igreja Celestial ainda estejam firmes sobre a superfície da Terra, apesar dos tempos de caos e de crise planetária, apesar do sangue que ainda é derramado injustamente no mundo.

Mas é pela devoção e pela fé dos Meus crentes e devotos que Eu instituo a Minha Igreja Celestial nas almas, para poder fazê-los dignos no Senhor e partícipes de Sua Santa Paz. Amém.

Mas antes de revelar-lhes o mistério do Meu amor presente na Última Ceia, esta Ceia que hoje celebraremos juntos será o momento no qual cada um de vocês terá a oportunidade, ante o Pai Celestial, para que, por meio de suas almas e também da humanidade, este planeta receba a última oportunidade que necessita para poder arrepender-se e fazer penitência, afirmando na vida de cada ser a Presença do Senhor, do Todo-Poderoso.

Começaremos esta cerimônia

Que soem os sinos pela Igreja Celestial que, nesta hora culminante do Planeta, diante do grande sofrimento da humanidade, desce à Terra para trazer o Princípio da Luz e da Redenção.

Espero pelas badaladas.

É parte da Cerimônia de Deus construir este momento juntos, até o plano físico e, assim, o Espírito de Deus aproxima-se nesta hora da humanidade.

Daremos início a esta Cerimônia.

Instrumental de Pater Noster.

Ponhamo-nos de pé.

Senhor Deus Todo-Poderoso, infinito Mistério de Amor e Verdade, que Teus anjos desçam à Terra neste momento para que as portas do mal sejam fechadas. Que assim seja. Amém.

Abençoa com esta água, Senhor, os que necessitam do Teu Perdão e da Tua Graça, e que esta água derrame a Tua Misericórdia no mundo.

Hoje o Sacerdote Maior reúne todos os sacerdotes da Terra para que vivam Seu Princípio Crístico e para que, através de seu exercício e de seu ministério, tragam Cristo à Terra por meio dos Sacramentos, da oração, do canto e da fé.

Cantemos Pater Noster.

Inspiramos.

A pedido de Nosso Senhor Jesus Cristo, vamos proceder à consagração de um sacerdote, neste dia especial em que o Sacerdote Maior se faz presente para renovar nossas vidas.

E assim como formei os primeiros apóstolos, hoje os formo para que vivam os Princípios da Minha Igreja Primitiva, as sagradas raízes da Igreja, os sagrados Dons que Eu entreguei a Pedro uma vez e que hoje lhes entrego para que levem Meu amor a toda a Terra. Amém.

Madres, podem acender as velas.

Que Deus, através destas Mãos, faça descer o Céu à Terra.

Que exorcizes, com este instrumento, os espíritos impuros, para que os corações sejam liberados de toda perturbação e alcancem a paz.

Consagra, Pai Eterno, esta alma ao Teu eterno serviço; que represente na Terra os Meus Desígnios e que leve adiante a Minha Santa Vontade para que todas as almas que o encontrarem possam receber, através dele, a Minha Santa Comunhão, o Meu Santo Perdão para sempre. Amém.

Como naquele tempo, purifico suas mãos, cabeças e pés para que, neste exercício de entrega à Vida Maior, concretize-se na Terra a Vontade de Meu Pai. Amém.

Mais água, por favor.

Neste momento, realizaremos a representação da Última Ceia.  Depois que Nosso Mestre e Senhor lavou-nos as mãos e liberou-nos de nossas impurezas, entramos no Templo de Seu Coração para celebrar com Ele este mistério de Amor.

As Madres podem aproximar-se, porque nesta Sagrada Eucaristia seu Mestre e Senhor não somente esteve com os apóstolos, mas também com as santas mulheres, em espírito e em onipresença, celebrando a Comunhão espiritual com cada uma delas.

Apesar de tudo o que vivi e sofri por vocês, entreguei-Me incondicionalmente para a remissão dos pecados.

Por isso, tomei o pão, dando graças a Deus, e Ele o abençoou. Disse aos Meus amigos: "Tomem e comam todos d'Ele, porque este é o Meu Corpo, que será entregue por vocês para o perdão dos pecados".

E assim, tomei o Cálice, dando graças a Deus, e Ele o abençoou. Disse aos Meus amigos: "Tomem e bebam todos d'Ele, porque este é o Cálice do Meu Sangue, que será derramado por vocês para a remissão dos pecados. Façam isso em Minha Memória".

Adoramos-Te Senhor e bendizemos-Te. Amém.

E em unidade perfeita com o Pai, o Filho e o Espírito Santo, companheiros, repitam a oração que Eu amorosamente lhes ensinei:

Oração: Pai Nosso (em Português).

O Corpo e o Sangue Divinos de Cristo. Bem-aventurados serão os que se servirem deste Sacramento, porque terão vida eterna. Amém.

Escutamos sete badaladas.

Comam do Meu Corpo. Bebam do Meu Sangue.

Por favor, os panos para os Cálices.

Cantemos, em união com nosso Senhor ainda presente nesta Eucaristia.

Contemplação e adoração.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Os presentes podem sentar-se.

E assim os apóstolos, naquele tempo, receberam muitos mistérios do Meu Coração, porque desde o primeiro momento em que comungaram do Meu Corpo e do Meu Sangue eles receberam a grande ajuda do Espírito Santo, que os prepararia para o grande momento das suas vidas, após Minha Ascensão, que era poder representar-Me e viver-Me por meio do Meu Ministério Sacerdotal.

Da mesma forma, as santas mulheres, com a Minha Santa Mãe, receberam a inspiração de entregar suas vidas completamente, para consagrá-las a Deus, viver em retiro e vigília para poder contemplar e rememorar a Paixão de Seu Mestre e Senhor.

E assim também todos os que uma vez participaram do Sacramento da Comunhão, mesmo depois da Minha Ressurreição, quando apareci em vários povoados de Israel, essas almas levaram consigo, interiormente, os méritos da Minha Paixão e os triunfos do Meu Coração, sendo ainda um homem.

A Eucaristia é o maior testemunho da revelação do Amor de Deus para os homens, porque nela se concentra a própria manifestação da Santíssima Trindade, quando o Corpo e o Sangue de Cristo são consagrados e transubstanciados na celebração eucarística, ante a Consagração do Corpo e do Sangue de Cristo, da transformação do pão e do vinho em Luz, porque todas as almas têm novamente a oportunidade de viver a Paixão de Cristo, de reconhecer Seus padecimentos e Sua dor, Seu sacrifício e Sua entrega até o último momento de Sua expiração.

Viver a Eucaristia é renovar os votos com o Pai Celestial, é assumir uma vida Crística de serviço e de amor pelos demais, é fortalecer-se ante as tempestades e as provas, para tudo o que sucederá no fim destes tempos.

Receber a Comunhão totalmente transubstanciada e iluminada pelos méritos da Paixão de Seu Senhor é entrar na Igreja Celestial de Cristo e passar a fazer parte de Seu Corpo Místico, vivendo todos os dias a comunhão com Seu Corpo Espiritual.

As santas mulheres não puderam estar presentes na última Ceia, porque o legado que Eu deixaria para os Meus significaria e representaria a transformação e a redenção de todos os seres da Terra, quando tão somente recordassem, através da Eucaristia, a Paixão do seu Senhor.

Cada vez que celebram a Comunhão Comigo, não só reafirmam os méritos da Paixão do seu Senhor, senão que suas vidas se transformam pouco a pouco, até que algum dia encontrem completamente a unidade com Deus. Sejam Um com o Pai, assim como o Filho é Um com Seu Pai, e assim Eu poderei ser Um com vocês e vocês serão Um em Mim.

Naquele tempo, entreguei tudo sem nenhuma condição nem regra. Aceitei o sacrifício por vocês até o fim dos tempos porque sabia, desde o princípio, no mais profundo do Meu Coração que, através dos tempos e das gerações, muitos mais Me representariam.

Por isso devem fazer valer seu sacerdócio, para que o sacerdócio prevaleça na superfície da Terra, espaço no qual o Céu encontrará um lugar por onde descer e atuar, por onde obrar e entregar as Graças do Pai a todas as almas.

O Cordeiro foi entregue ao pior matadouro, mas isso aconteceu por Amor e Misericórdia, para que os homens da Terra, através de todos os tempos, alcançassem o Perdão de Deus.

Hoje o mundo não revive verdadeiramente a Minha Paixão. 

O sacerdócio tornou-se um escândalo na humanidade. Por isso, decidi vir aqui buscá-los, os imperfeitos, os não formados, os menos instruídos para que, por meio da intervenção de Deus, respondendo à Sua Vontade e ao Seu pedido, Seu Próprio e Divino Filho instrua-os na Igreja Celestial, Igreja Celestial que muitas almas perderam por seus erros.

Esse foi o verdadeiro legado que Eu deixei a Pedro e aos apóstolos. E por meio dos Sacramentos, especialmente pelo Sacramento da Eucaristia, não somente os sacerdotes, mas também o povo de Deus alcançará a Graça Espiritual e Divina: ingressar na Igreja Celestial. Porque é na Igreja Celestial, que levita nos Universos Maiores, onde alcançarão e encontrarão a Verdade, além dos homens e de todas as formas.

É nessa Igreja que Eu os convido a entrar todos os dias. E em seus corações, em suas essências, em seu mundo interior está uma chispa de Deus que os une e conecta com essa Igreja Celestial.

Por isso não permitam, companheiros, que as aparências os confundam, que as provas do fim dos tempos os atormentem.

Reafirmem sua fé na Minha Igreja Celestial e visitem frequentemente Seu Mestre e Senhor, presente em todos os Sacrários da Terra. Assim, seus corações se acenderão e o fogo vivo do Meu Amor estará com vocês.

Atravessarão tempestades e desertos, momentos duríssimos e difíceis, vocês com suas famílias, com seus conhecidos, como também em suas nações. Porém, há algo que nunca os fará perder a fé: é o Meu coração que se entrega ao mundo em sacrifício novamente, para que seja reconhecido, respeitado e adorado no Sacramento do Altar, sacrifício amorosamente entregue aos homens e mulheres da Terra, para que vivam no Caminho da Redenção.

As portas dos infernos tremerão diante da presença da Minha Igreja Celestial na Terra e, ainda mais, a Minha Igreja alcançará seu poder e esplendor no coração de todos os que a invocarem, a respeitarem e a viverem, assim como os Mandamentos.

Nunca deixem de se amar, porque será esse amor, por mais que seja pequeno, imperfeito e insignificante, que os manterá em unidade e não perecerão diante dos embates do Meu inimigo.

Antes, Eu enviarei o Arcanjo Miguel para que feche as portas e exorcize o mal e para que as almas renasçam na divina Esperança de Deus para estes tempos.

Hoje não digo isso somente por vocês, senão por toda a humanidade, que está cega e surda diante do sacrifício de seu Mestre e Redentor.

Mas hoje, com sua presença, adesão e amor diante deste grande sacrifício oferecido pelo Cordeiro de Deus, vocês tornam dignos os altares do Pai e os anjos cantam glória e louvores para fazer reviver a paz nos corações.

Quisera poder dizer-lhes muito mais coisas, porém, sei que seus corpos têm um tempo para poder suportá-lo.

A verdadeira Ceia do Seu Mestre e Senhor não durou somente um momento, mas três horas, nas quais os Meus apóstolos contemplaram as três fases do Mistério de Deus presentes no Corpo e no Sangue de Cristo.

Hoje vocês recebam este Sacramento com essa consciência e amor de que o próprio Deus volta a Se entregar ao mundo para que a Sua Misericórdia os salve e os redima neste tempo final.

Elevo ao Céu, Pai, as Minhas preces, para que acendas em Tuas criaturas a Verdade, Verdade que as fará encontrar o Caminho do Amor e da paz, da Esperança e da renovação. Não deixes que ninguém fique sem esse impulso de Luz que hoje o Meu Coração Misericordioso traz. E que, pelos méritos infinitos da Minha Paixão, as almas vivam no Universo da Tua fé e do Teu Amor para sempre. Amém.

Nesta Ceia de Renovação, Eu os consagro e os renovo e entrego-lhes a Minha Paz. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Em solenidade e em absoluto silêncio se darão a saudação da paz para que este impulso de Luz que hoje lhes trago se irradie ao mundo.

Que possam dar-se a saudação da paz da mesma forma que Eu entreguei a paz aos Meus apóstolos, em silêncio e em contemplação.

Agradeço-lhes.

abr

17

Quarta-feira, 17 de abril de 2019

Sagrada Semana
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO,  DURANTE A SAGRADA SEMANA, 4º DIA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, TRANSMITIDA AO VIDENTE  FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Os postulantes a adoradores, por favor, aproximem-se, aos pés do palco, a pedido do Nosso Senhor.

O Senhor pede que tragam aqui os lenços e os broches da Ordem, para deixá-los aos Seus Pés, e todos que puderem se ajoelharão pelo tempo que conseguirem, em quietude.

As pessoas de mais idade não se ajoelharão, disse o Senhor.

Os que se ajoelharem o farão pelos que não podem e pelos que não estão aqui, ante a Minha Presença.

Sigam-Me. Tirem as cadeiras do palco, por favor.

Estamos preparando, diz Nosso Senhor, uma Cerimônia Eucarística e, antes de receber o Sagrado Sacramento, adoraremos e contemplaremos o Mistério de Amor presente na Eucaristia.

Meu Corpo, vivo e presente na Eucaristia, fez-se presente ao longo dos tempos e das gerações, e ainda mais presente e mais vivo através de todos os que o adoram.

Fiz milagres eucarísticos, a pedido do Meu Pai Celestial, para que a humanidade pudesse crer que Eu Sou o Redentor, que vem ao mundo de tempos em tempos para trazer a redenção aos homens e às almas.

É esse milagre vivo na Eucaristia que se repete de tempos em tempos e tenta penetrar e refletir-se no coração dos seres humanos para que os homens na Terra representem a Cristo, vivo e resplandecente na Eucaristia, nos altares da adoração.

Hoje esse mistério de Amor torna a repetir-se e a apresentar-se ante vocês, porque o tempo o necessita, e a humanidade também necessita, sabendo que, sem a revelação desses mistérios que estão escondidos na Santa Eucaristia, a humanidade não poderá prevalecer no fim dos tempos e tampouco atravessar o fim dos tempos, devido a tudo que acontece hoje no mundo, de forma injusta e desequilibrada.

Por isso Eu Me faço presente nos altares de todas as igrejas, para que a Minha Igreja Celestial desça à Terra, preencha os corações, vivifique o espírito de cada ser e entre em comunhão eterna com o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Por isso, venho entregar-Me a vocês novamente na Eucaristia. E ao entregar-Me a vocês, companheiros, entrego-Me de novo à humanidade, ao planeta, às nações e aos povos, ainda que não conheçam quem é o Cristo.

Mas é na essência da vida que o Plano de Deus se realiza. São as suas essências mais profundas, os seus espíritos que recebem o Espírito de Deus por meio dos impulsos de luz que a Santa Eucaristia traz às almas.

Elevem seus corações nesta hora. Coloquem diante dos Tronos de Deus cada uma de suas súplicas para que algum dia, por meio da fé e da confiança em Deus, representem o Filho do Pai na Terra mediante o exercício tão importante da adoração, que estabiliza as energias, que evita as catástrofes do mundo, que os afasta e os protege de todo mal, que os eleva em consciência e em espírito, que lhes traz sabedoria e discernimento, que lhes concede a Paz e o Amor de Deus e a comunhão interna com o seu Anjo da Guarda.

O Dom mais importante que Deus lhes entrega através da adoração é o Sacramento da Reconciliação. Porque Deus sabe, companheiros, que os homens e mulheres da Terra são frágeis diante das provas e das tentações.

Mas a fortaleza que vocês podem alcançar pela adoração ao Meu Corpo Eucarístico é o que sempre lhes permitirá elevar os olhos ao horizonte e encontrar nesse horizonte de amor a Minha Presença pura e imaculada.

Eu venho entregá-los ao Meu Pai por meio desta cerimônia eucarística, porque é o tempo da renovação, da confiança em Deus e do estabelecimento da fé, que fará despertar em vocês os talentos que Eu coloquei em seus corações através da Minha Palavra e do Meu Evangelho para toda a humanidade.

Hoje estamos às portas da Última Ceia. Estamos fora da casa de Deus, mas bem próximos da Sua Consciência, para nos prepararmos, de maneira consciente e verdadeira, para o grande Milagre de Amor presente na Eucaristia e no Sangue de Cristo.

Hoje, suas almas estão ante as portas do Templo da Adoração de Deus, lugar onde os anjos e os santos vivem em comunhão eterna com o Pai Celestial.

Hoje, uma chama de Luz se acende em seus corações para permitir a elevação da consciência, para aproximar-se das nossas dimensões superiores, deixar a superficialidade destes tempos e encontrar dentro de si, dentro de cada um de vocês, o que é verdadeiro.

É por isso que hoje venho aqui, companheiros, como o Senhor da Eucaristia e como a própria Eucaristia, presente na forma espiritual da Divindade luminosa de Cristo, de onde os Dons de Deus se expandem ao mundo e as almas recebem a Graça da recuperação, da reabilitação e da redenção, como dignos filhos de Deus.

Começaremos esta cerimônia em que novos postulantes afirmarão em suas vidas a adoração ao Meu Coração Eucarístico e receberão sobre os seus peitos o broche do Espírito de Deus, representado pelo símbolo desta Ordem, para que a chama do Espírito Santo sempre se acenda em vocês nos momentos mais difíceis e culminantes das suas vidas, para que nos momentos de maiores provas e de tribulação tenham total confiança e absoluta fé de que sempre Me encontrarão presente na Eucaristia, ante a Face Sagrada de Deus, que Se entrega ao Seu povo em Amor incondicional e em Espírito.

Por isso, companheiros, alegrem os seus corações neste dia de renovação para que, consagrados pelo Espírito e a Dignidade eucarística de Cristo, amanhã, quinta-feira, entrem no Templo da adoração de Deus para celebrar pelo mundo e pela humanidade a Sagrada Eucaristia, a instituição do Legado Divino de Deus à humanidade e ao planeta, preciosamente presente na Arca da Santa Aliança.

O Mestre pede dois Menorás.

E ante as portas do Reino de Deus nos elevaremos em espírito para esta sagrada cerimônia em que o Espírito Santo os impulsionará a viver, de forma incansável e imediata, a adoração ao Corpo Eucarístico do Seu Mestre e Senhor.

Ponhamo-nos de pé.

As Madres que estão encarregadas dos postulantes podem vir aqui.

Senhor do Universo e da Terra, Fonte e Princípio de toda origem, ante as portas do Teu Templo, por meio da Graça do Coração do Teu Filho, acende nas almas  o propósito do Teu Amor, presente, vivo e eterno na Eucaristia. Amém.

Batiza as almas com o Teu Espírito e renova com a Tua Luz tudo o que tocares. Amém.

Unge com a Tua Divindade, Senhor, os que precisam de cura, amor e perdão. Que assim seja.

Chegou o momento de a humanidade reverenciar conscientemente a Deus e de que nestes segundos que passarão, a Divina Graça, a Fonte insondável de Misericórdia, na Presença eucarística e viva do Filho de Deus, irradie-se ao mundo e aos que mais necessitam.

Ajoelhemo-nos.

A pedido do Nosso Senhor realizaremos uma adoração mundial para que os Códigos de Vida de Cristo, o Universo eterno do Seu Amor, chegue ao mundo inteiro, aos cinco continentes e a todas as nações.

Em oferenda, prostramo-nos ante o Pai Celestial e agradecemos pela Sua Presença neste lugar.

Escutaremos o instrumental "Pater Noster" para que os anjos do Universo, por meio desta adoração, elevem ao Céu as súplicas dos filhos do Pai.

Cada um de nós, neste momento, faça a sua oferta ante o Coração Eucarístico de Jesus, o Corpo Glorioso e Divino do Nosso Senhor Jesus Cristo.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém (em português).

Enquanto os Céus se abrem, peçamos a Deus pela redenção da humanidade e pelo perdão de todas as faltas cometidas, através dos méritos alcançados pelo Coração eucarístico de Jesus, desde o Seu nascimento até a Sua ascensão aos Céus.

Oração do Anjo da Paz (em português).

Reverenciemos e agradeçamos.

E começaremos a escutar, como oferenda, o "Pater Noster" cantado.

E ainda ante a Presença do Nosso Senhor, procederemos, respondendo ao Seu pedido, à consagração dos que se postularam como adoradores e fizeram a experiência nos últimos seis meses.

Depois desta consagração, procederemos, junto ao Nosso Senhor, à celebração da consagração da Eucaristia.

As Madres que estão responsáveis, por favor.

Os irmãos que finalizaram os seis meses de experiência como adoradores.

E, juntos, agradeceremos a Jesus.

Oração: Pai Celestial que a todos conduzes... (em português).

Queridos companheiros, agora adoradores do Meu Coração Eucarístico, que o Pai Celestial os abençoe no compromisso desta Sagrada tarefa.

Que através da adoração ao Coração Eucarístico do Filho de Deus, e por meio dos seus exercícios, possa descer à Terra o Reino de Deus.

Abençoo-os em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Podem ir em paz.

E agora, chegamos ao momento mais importante.

Os que puderem, ajoelhem-se.

Hoje torna-se a reviver o Sacrifício do Cordeiro, e Ele expressa o Amor que tem pelos Seus filhos: "Tomem e comam todos d'Ele, porque este é o Meu Corpo que se entrega aos homens para o perdão dos pecados".

Adoramos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.

"Tomem e bebam todos d'Ele, porque este é o Cálice do Meu Sangue, que é derramado pelo Seu Senhor para a remissão das faltas. Façam isso em Minha Memória."

Oração: Pai Nosso (em português).

Este é o Corpo e o Sangue de Cristo. Bem-aventurados os que são chamados a servir-se deste Sacramento para poder entrar, assim, na Sua Igreja Celestial. Amém

Hoje Me entrego na forma luminosa da Eucaristia para que as almas possam reconhecer-Me neste tempo crucial em que, em verdade, estou presente e vivo na Eucaristia, e cada vez que ingresso em vocês, vocês comungam de Deus e comungam do Meu amor para viver o seu tempo de redenção e de conversão em unidade ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

Pelos méritos da Paixão e da Morte do Seu Senhor, nesta tarde de Glória, vocês já estão preparados para ingressar no Templo da Adoração de Deus no dia de amanhã, quinta-feira, para celebrar junto ao seu Mestre e Senhor o maior testemunho de Amor de todos os tempos, o legado do seu Redentor.

Eu lhes dou a Paz para que sejam a Paz, para que vivam a Paz, para que compartilhem a Paz com os seus semelhantes e para que esta Paz chegue ao mundo inteiro, especialmente onde haja muitos mais conflitos.

Abençoando o mundo do horizonte de Deus, elevando a Minha Mão sobre toda a humanidade, Eu os abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Em nome da verdade e da justiça, da compaixão e da Graça Divina, em nome de Jesus, vocês se darão a saudação da paz.

Agradeço-lhes.

abr

16

Terça-feira, 16 de abril de 2019

Sagrada Semana
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO DURANTE A SAGRADA SEMANA, 3° DIA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

"Adoramos-Te, ó Cristo, e bendizemos-Te, que por Tua Santa Cruz redimiste o mundo." (três vezes) Amém.

Deixa-Me entrar pela porta do teu coração, e poderei transformar completamente a tua vida. Enquanto espero do lado de fora, perto do teu coração, medita por um instante sobre o que significou a entrega e a Paixão do teu Senhor e cada padecimento vivido e sofrido por ti.

Deixa-Me falar ao teu coração, porque aí se guarda o maior tesouro de Deus, onde algum dia poderá surgir a cura para a tua vida e a redenção da tua consciência, tão esperada por nosso Pai Celestial.

Abre-te, assim como Eu Me abro diante de ti neste dia, estendendo Meus Braços e Minhas Mãos a ti, para que possas sentir Meu consolo e Meu abraço, a respiração espiritual do Meu Coração, o palpitar do Meu Espírito, que vem ao teu encontro e ao encontro dos teus irmãos para santificar e sublimar tua vida.

Espero que todos possam algum dia repousar sobre o Meu peito, como o Apóstolo João uma vez repousou, no momento mais culminante do seu Senhor, a maior entrega vivida na experiência da Última Ceia.

Por isso, anima-te a abrir-te sem nenhum temor. Venho para sanar teus remorsos, tuas dúvidas e dificuldades, porque se tu Me chamas, hoje Eu te chamo ao Meu encontro, ao encontro espiritual, à comunhão interna e profunda com a Divindade de Cristo.

Deixa o Sopro do Espírito soprar sobre a tua cabeça por meio do pronunciamento de cada uma das Minhas Palavras.

Regozija-te e alegra-te porque a tua redenção está próxima e, assim como o povo de Israel, anunciarás no teu coração o segundo advento de Cristo.

Que, na Páscoa que virá, possas repousar em Meus consolos, na calidez do Meu Amor, na firmeza do Meu Espírito, porque o que necessito é transformar-te, somente, em Meu instrumento para que possas ser um instrumento nas mãos de Deus, para que Ele possa reescrever a história desta humanidade.

Coloca a tua mão sobre o coração e sente a vibração divina que desce através de Mim. Não há mais cruz que possa pesar na tua vida; não há mais desconsolo que possa prevalecer na tua consciência; não há mais culpa que possas sentir, porque a Minha Misericórdia é infinita e incomensurável.

Recebe as Graças do Meu Coração, assim como o Apóstolo João as recebeu na fidelidade da sua presença em cada passo da Cruz e do Calvário, em cada agonia, no momento mais importante do seu Mestre e Senhor no horto Getsêmani, porque, entre os Apóstolos, foi o único espírito que esteve em vigília por Mim.

Hoje te convido, companheiro e companheira Minha, a estar em vigília Comigo neste tempo crucial, para que sempre encontres o Meu caminho, recebas a Minha sabedoria e discernimento para poder enfrentar, nos próximos tempos, grandes decisões que te aproximarão mais de Mim, se meditares e refletires corretamente.

Hoje, como há mais de dois mil anos, entrego-te o Coração que deu a vida por ti, pousando na palma da Minha mão. Este é o Coração ardente que os ama, contempla-os e suplica-lhes: redimam-se, arrependam-se e façam penitência pelos que não a fazem, pelos que não escutam, pelos que estão cegos na vida espiritual.

Agora, estende tuas mãos em recepção, unindo uma com a outra, criando o berço para que o sublime e divino Coração do Senhor repouse. Sente nas palmas das tuas mãos o Amor do teu Senhor, o fogo do Seu Coração, e recolhe-O no teu espírito, estabelecendo a aliança entre o teu coração e o Meu, fortalecendo a comunhão com a Minha Divina Presença.

Hoje é o fogo do Meu Coração que te purifica; hoje é a chama do Meu Coração que te transubstancia; hoje é a vida do Meu Espírito que te traz a vida eterna.

O que mais desejas para a tua existência, se podes estar em Mim onde estiveres? Eu posso estar em qualquer lugar, Sou o Filho do Onipresente e do Onisciente Senhor.

Meu Espírito te traz a cura e a liberação para a tua vida.

Repitamos as palavras que Jesus nos diz neste momento, em união e em comunhão com o Seu Divino Coração:

"Faze-me firme, Senhor, nos momentos decisivos, 
entrega-me a Tua temperança durante as provas mais duras,
fortalece-me com o Teu Amor para as decisões da vida, 
e que eu nunca me afaste de Ti para que possa ver o caminho
que me conduzirá ao Sagrado Templo do Teu Coração.

Amém."

E agora, que estão limpos novamente, celebremos neste dia o encontro com a Graça de Deus para que, fortalecidos pelo Seu Espírito, recebamos a Sua Misericórdia e o Seu Espírito de renovação.

Meu Coração Eucarístico é o maior testemunho de Amor pela humanidade; é este Coração vivo e humilde que hoje transubstanciará os elementos para que as almas vivam a Graça Divina e possam entrar, mediante os sacramentos, na Minha Igreja Celestial.

Ponhamo-nos de pé.

"Senhor, abençoa estes elementos para que sejam celebrados em Tua Honra e pela Tua imensa Glória. Amém."

"Batiza com esta água, Senhor, os que necessitem do Teu Espírito. Amém."

João os batizou com a água da vida. Hoje Eu volto a batizá-los com o Meu Espírito.

Oração: Pai Nosso (em aramaico).

Chegou o momento do grande Amor de Deus ao mundo por meio da transubstanciação dos elementos.

Ajoelhem-se os que puderem.

"Pai, aceita a oferta do Teu Filho, que entregue por Amor à humanidade, hoje volta a entregar-Se ao mundo pela redenção dos pecadores."

E, depois da santa bênção, tomei o pão, dando graças a Deus pelo sacrifício, elevei-o e entreguei-o aos apóstolos dizendo-lhes:

"Tomem e comam todos d'Ele, porque este é o Meu Corpo que é entregue pelos homens para o perdão dos pecados."

Adoramos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.

Tomando o Cálice, dei graças a Deus pelo sacrifício e disse aos Meus Apóstolos:

"Tomem d'Ele porque este é o Cálice do Meu Sangue, Sangue da Nova Aliança, que é entregue ao mundo para o perdão dos pecados. Façam isso em Minha memória."

Elevemos ao Céu nossas súplicas, para que Deus escute com atenção o chamado dos Seus filhos.

Oração: Pai Nosso (em português).

O Corpo e o Sangue Divino de Cristo.

Bem-aventurados são os que se servem deste Sacramento para a redenção da humanidade. Amém.

Enfim, pude entrar em muitos corações, e os corações, por meio desta união, entraram em Mim.

Que a Paz e o Amor de Deus estejam em seus corações, e que esse Amor e essa Paz se propaguem no mundo pela redenção de todos os caídos.

Eu os abençoo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Em fraternidade, vocês se darão a saudação da Paz.

Agradeço-lhes.

abr

15

Segunda-feira, 15 de abril de 2019

Sagrada Semana
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO DURANTE A SAGRADA SEMANA, 2º DIA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

Mantenhamo-nos unidos à Presença de Jesus e atentos a tudo que Ele está pedindo-nos neste momento, sabendo que nesta hora de Misericórdia as Portas dos Céus estão abertas na Terra e um momento de solenidade e de quietude se estabelece neste lugar e em todos os corações que se unem a Cristo.

Mantenhamo-nos em estado de adoração e de reverência, contemplando em nosso interior o Sagrado e Glorificado Coração de Jesus, que hoje se expressa no centro do Seu Peito, no símbolo sagrado de uma Eucaristia rodeada de luz e contemplada por sete anjos, anjos alados; acima de Cristo está o Universo do Pai Celestial.

Enquanto no Céu se vive a eternidade, na Terra se constrói o Novo Reino, aquele Reino que Deus uma vez encomendou aos arcanjos, para que pudessem manifestá-lo e expressá-lo em forma de Universos e, depois, de consciências.

Este é o Sagrado Universo de Deus que hoje trago ao seu encontro, em solenidade com o Espírito Santo, que manifesta os Dons de Deus por meio do Verbo Sagrado e da instrução.

Sejam partícipes desta cerimônia, neste segundo dia, com seus corações acesos no Amor de Deus, para que as suas almas possam ir até a Fonte e beber dela e os erros ainda não perdoados sejam perdoados pela Graça do Divino Filho.

Hoje lhes trago a Lealdade de Deus. É a que fortalecerá a sua vida espiritual e o seu caminhar por este planeta. É a que os fará dignos e merecedores da Misericórdia de Deus.

Hoje se abre ante os seus mundos internos a Arca da Santa Aliança, legado que já lhes ditei uma vez e relatei parte das suas revelações.

Hoje ela está aqui, novamente, em espírito, protegida e guardada pelos anjos do Senhor, em nome do seu Mestre e Senhor, do seu Pastor e Redentor.

É hora, companheiros, de conhecerem mais verdades guardadas na Sagrada Arca do Senhor, para que os seus espíritos se enobreçam, suas consciências se elevem e transpassem o umbral da vida superficial para ingressar na vida do espírito.

Estas três velas acesas representam três revelações da Arca da Santa Aliança. Parte delas já foi contada, mas não profundamente conhecida.

Estar diante da Arca da Santa Aliança é como estar diante do Pensamento e do Desejo profundo de Deus, do divino e sublime Pensamento que Deus emanou da Sua Fonte, antes de encomendar aos arcanjos a materialização dos Universos espiritual, mental e material.

Assim, companheiros, muitos de vocês aqui presentes, neste dia de solenidade e de glória, estão ante suas origens, o princípio do Princípio; estão ante a Matriz espiritual de Deus, presente na Sua Consciência Sagrada e no Seu mais alto grau de Divindade.

Os mistérios do Universo imaterial se apresentam na Terra, porque esses mistérios, ainda não conhecidos pelo mundo, foram os mesmos mistérios que atuaram desde o nascimento de Jesus, em Sua vida pública e até o alto da Cruz.

Estão ante o que lhes pertence e ante o que ninguém poderá tirar-lhes, porque é um tesouro espiritual que as suas almas devem aspirar a encontrar neste tempo, em comunhão eterna com o Pai, o Filho e o  Espírito Santo, até que se cumpra em vocês a Sua Santa Vontade.

Não se desconectem do que estão vivendo. Suas almas necessitam muito disso para atravessar o fim dos tempos e para que, cada dia mais, tenham consciência e discernimento.

Apesar do padecimento das Minhas Chagas, nas Minhas Mãos, Pés e Lado, e do Sangue derramado pelo Filho de Deus, fui espiritualmente protegido e amparado, não apenas pela Minha Mãe e as santas mulheres, mas pelo que os anjos recolheram naquele tempo; porque foi esse testemunho de amor vivo, verdadeiro e profundo que hoje Me permite estar aqui para anunciar à humanidade o tempo sagrado das revelações.

Meu Sangue espiritual, convertido e sublimado, entregue e derramado em cada passo da Paixão, foi guardado na Arca da Santa Aliança.

Os anjos acompanharam o calvário do seu Mestre e Senhor. Enquanto os infernos se agitavam, e os espíritos impuros não suportavam a Luz de Deus, o triunfo da Misericórdia e do Amor do Pai estava estabelecendo-se.

No entanto, a Paixão de Jesus foi a consequência, o resultado e a experiência que permitiu, por meio do precioso Sangue, a existência da humanidade até os tempos de hoje, sabendo, desde o princípio da agonia no Horto Getsêmani, o que esta faria e padeceria como consequência dos seus próprios atos. 

Mas nos planos superiores de consciência, onde apenas os que oram de coração podem chegar, era vivida a vitória de Cristo, no triunfo do Seu Amor dentro de cada coração humano.

Esse Sangue que foi derramado e guardado na Arca da Santa Aliança permitiu e concedeu, por meio da Graça Divina, à humanidade destes tempos, a humanidade do fim dos tempos, não perder o seu código genético real, o princípio do Princípio, a origem da Origem que, através dos tempos e dos fatos, trouxe-os até aqui.

O Sangue do seu Mestre converteu os seus erros. Os padecimentos do Redentor sublimaram a consciência da humanidade, enquanto nos planos internos tudo acontecia e se estabelecia conforme a Vontade de Deus.

Hoje, ante os Tronos do Meu Pai, trago aos seus espíritos, almas e corações uma réplica espiritual do Sangue do Cordeiro de Deus para que, por meio da Eucaristia e da Comunhão com o Espírito Santo, suas almas retornem à origem que perderam.

Sei que não compreenderão o que hoje estou lhes dizendo, porque o Universo imaterial não é mental, tampouco concreto. É uma energia que vibra nas mais altas esferas, é a maior raiz de todas as raízes, que dá origem à Árvore da Vida para que, depois, a Árvore Sagrada dê frutos: os filhos de Deus.

Deus pensou em tudo que existe hoje, mas Ele nunca quis o mal. O mal é a raiz da desobediência, mas isso foi convertido e transmutado durante o padecimento do seu Senhor na Cruz, quando os cravos foram enterrados nas Suas Mãos e Pés. A dor que Eu senti por vocês foi indescritível e até os dias de hoje a recordo tal qual a vivi e padeci.

Isso é parte da revelação da Sagrada Arca porque, nesse insuportável momento da Paixão, o inferno foi vencido, as portas incertas foram fechadas e os que haviam morrido depois de Minha Ascensão ressuscitaram para dar testemunho da presença do Filho de Deus.

Através do padecimento do Filho, Deus reescreveu a história da humanidade com a Sua própria Mão e, através da Sua pena de Luz, reafirmou os Mandamentos baseados no Mandamento Maior, de amar a Deus acima de todas as coisas, assim como Ele os ama em perfeição.

Terceira revelação da Arca da Santa Aliança.

Maria, sua Mãe, prostrou-Se no chão. Quando o Redentor foi elevado ao alto da Cruz, os infernos tremeram e as potestades caíram pelo próprio peso.

Enquanto isso, o Arcanjo Miguel, com todo o poder e esplendor de Deus, expulsou dos quatro pontos da Terra os maus espíritos que dominavam os homens. E um despertar profundo de amor e conversão ativou-se nas almas.

Cada gota de Sangue que ainda derramava do Corpo do Filho de Deus era recolhida pelos anjos do Céu através de cálices de luz.

Por isso, esta revelação os ajudará neste dia a não ser tíbios e a renovar o seu compromisso com o Alto, sabendo que todas as suas vidas já estão escritas no Livro Sagrado de Deus, conforme o que foi pensado e meditado pela Fonte. Se essa vontade for alterada, as almas sofrerão suas próprias ações e não se renovarão.

Mas Eu venho converter tudo isso, como seu Redentor e Senhor, seu Mestre e Pastor, para que as suas vidas alcancem a Vontade de Deus, a renovação e a vivência do compromisso.

Tudo que o seu Mestre e Senhor e a sua Santa Mãe viveram na Terra Santa, assim como cada um dos apóstolos, é algo que ainda permanece vivo e que, em Minha Presença, Eu lhes trago para que possam sentir e viver o que tantos seguidores Meus viveram e sentiram naqueles tempos, para que possam recordar e os véus da consciência caiam, para que possam vislumbrar o horizonte de Deus e ver com seus próprios olhos as Suas santas revelações, que são bálsamo de cura, de redenção e de amor para os corações.

Recolhendo a Arca da Santa Aliança, as portas da Igreja Celestial voltam a abrir-se para celebrar a renovação nos corações e na vida das pessoas, buscando incessantemente o despertar da consciência e a vivência da Vontade de Deus, Vontade que os salvará e os redimirá.

Hoje, peço-lhes que estejam vazios, despojados, descalços de si mesmos e aos Pés do seu Mestre e Senhor.

Despojemo-nos. Entreguemo-nos a Deus em total confiança e repitamos as palavras de Jesus, fazendo-as ressoar em nosso coração:

"Despojo-me, Senhor, de tudo o que tenho.
Entrego-me em confiança ao Teu Coração.
Faze-me instrumento em Tuas Mãos.
Renova os tempos e as formas.
Estabelece na Terra o Teu Divino Princípio,
e que eu possa ser uma chispa da emanação 
do Teu Amor, para que tudo seja curado e redimido,
para que, nessa entrega e despojamento total,
eu não tema o fim dos tempos,
a sagrada renúncia e o amor incondicional.
Porque Tu, Senhor, atuarás e obrarás em minha vida,
e tudo se transformará.
Amém".

Ponhamo-nos de pé.

Oração: Sagrado Cálice do Senhor (cantada).

Hoje, diante desta Graça prometida, escutei as súplicas de alguns corações que Me mostraram a sua verdade e o seu esforço e chegaram até aqui, em confiança, para servir-Me.

Hoje congregarei novas auxiliadoras para que revistam os Meus altares com amor e, especialmente, recordem, e nunca esqueçam, o compromisso espiritual que fazem Comigo para sempre. Porque o casamento espiritual Comigo nunca poderá romper-se. É o fio que nos une, de alma a Alma, de coração a Coração, e é a graça que as suas vidas recebem quando tão somente Me servem em simplicidade e em disposição, seja como for.

Necessito aqui das alianças, os véus e o óleo para ungi-las.

Que venham aqui as Minhas filhas que se postularam para esse exercício espiritual.

Arcelina.

Sustentem o que estou fazendo com a força interior que Eu lhes dou e a temperança que lhes entrego.

As demais postulantes podem vir aqui. Venham aos Meus Pés.

Sinto em Meu Coração as súplicas dos que Me pedem, porque não somente o faço por vocês, faço-o pelo mundo e sua conversão.

O Senhor vos abençoa em nome do Pai, do Filho e o Espírito Santo.

Eu vos trouxe aqui porque o Meu Pai Me pediu, pelas vossas almas, as almas de vossas famílias, de muitos que desconhecem e que, nos planos internos, suplicam por amor e redenção.

Tal como as santas mulheres, hoje venho consagrar-vos como Minhas esposas para viverdes em intimidade Comigo o matrimônio espiritual, em nome do serviço, do amor e da entrega a Deus.

Hoje te chamarás, em nome de Nosso Senhor, María Caridad.

Hoje te chamarás, em nome de Nosso Senhor, María de la Luz.

Hoje te chamarás, em nome de Nosso Senhor, Elena de San José.

Hoje te chamarás, em nome de Nosso Senhor, María Piedad.

Hoje te chamarás, em nome de Nosso Senhor, María de Garabandal.

Tu já tens um nome muito belo.

Hoje te chamarás, em nome de Nosso Senhor, María Pía, em nome de San Pío de Pietrelcina.

Hoje te chamarás, em nome de Nosso Senhor, María del Consuelo.

E tu, que finalmente chegaste a Mim, hoje te nomeio, consagro-te com doçura e amor, María de Yahveh.

Que este véu hoje vos purifique e vos santifique em Cristo. Amém.

Que este óleo vos unja hoje com o espírito da Vida, que é o Espírito de Deus, o Espírito Renovador, que chega ao mundo por meio do Seu Filho, de tempos em tempos.

Sustentem o que estou fazendo.

E agora, vesti-vos como se vestiu Maria, em Sua santa pureza e humildade, para servir a Deus eternamente.

Hoje se cumpre a Minha Vontade. Amém.

Agora chegou o momento final, companheiros, da transubstanciação  dos elementos.

Quem puder, ajoelhe-se.

Naquele tempo, entreguei-Me ao mundo incondicionalmente. E Deus Se entregou a toda a humanidade através do Seu Filho.

Nesse ministério da Igreja Celestial, hoje volto a dizer-lhes: "Comam todos d'Ele, porque este é o Meu Corpo, que foi entregue pelos homens para o perdão dos pecados".

Adoramos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.

O Sangue do Cordeiro foi derramado no mundo para que no mundo não se derramasse sangue nunca mais. E apesar de hoje  isso acontecer na humanidade e nas nações, bem-aventurados são os que participam da Ceia do Senhor, porque darão testemunho de Mim no fim dos tempos para a salvação das almas.

"Tomem e bebam d'Ele, porque este é o Cálice do Meu Sangue, da Nova Aliança, que foi derramado pelo seu Mestre e Senhor e pelos santos mártires para o perdão e a remissão dos pecados. Façam isso em Minha memória."

Tomemo-nos pelas mãos.

Oração: Pai Nosso (em português).

Louvado seja Deus. Bendito seja o Seu Reino.

Este é o Corpo e o Sangue de Cristo. Bem-aventurados os misericordiosos porque receberão Misericórdia. Amém.

Frei Elías del Sagrado Corazón de Jesús ministra a comunhão a cada uma das auxiliadoras que se consagram nesta cerimônia.

Finalmente, hoje foi tudo consumado e realizado conforme a Vontade de Deus.

Convido-os a suportar o fim dos tempos no Meu Amor.

Que a Paz do Pai esteja em seus corações e que essa Paz seja multiplicada em toda a Terra.

Abençoo-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Em fraternidade e amor, vocês se darão a saudação da paz.

Agradeço-lhes.

abr

14

Domingo, 14 de abril de 2019

Sagrada Semana
APARIÇÃO DE CRISTO JESUS GLORIFICADO DURANTE A SAGRADA SEMANA, 1º DIA, NO CENTRO MARIANO DE FIGUEIRA, MINAS GERAIS, BRASIL, TRANSMITIDA AO VIDENTE FREI ELÍAS DEL SAGRADO CORAZÓN DE JESÚS

O Sol de Deus virá depois da grande tormenta planetária, e todos os segredos já estarão desvelados.

O grande cofre da redenção será aberto, e os Patriarcas de ontem convocarão todas as tribos da Terra para se congregarem em Nome do Senhor.

O Todo-Poderoso se mostrará ao mundo como nunca antes se mostrou.

Nenhum olho ficará cego por vê-Lo, por mais forte que seja a Sua luminosidade.

Ele trará à Terra todo o Seu esplendor, todo o Seu Poder e toda a Sua Glória; e os Novos Cristos, que hoje se formam no Meu caminho de doação e de amor, participarão desse grande acontecimento.

O anjo caído já estará redimido, e todas as forças perversas da Terra serão expulsas, porque, pelo poder da oração de todos os Meus seguidores e pela persistência e a fé, apesar dos embates do inimigo, Meu Sagrado Coração terá a Sua vitória e o Seu lugar em todos os Meus.

Uma espada de luz atravessará o planeta, e os Sete Selos do Apocalipse se mostrarão.

Aqueles que não seguiram a Deus baterão em seu peito por terem despertado tão tarde.

Este é o tempo da Minha grande Misericórdia para o mundo.

Este é o tempo em que todos podem salvar-se e redimir-se antes que tudo aconteça.

A hora se aproxima cada dia mais e não há relógio que o possa suportar; é algo iminente, sem precedentes; é algo inesperado.

Entretanto, e enquanto há tempo, bebam dos frutos do Meu Sangue, comam do Meu Corpo pelos méritos que Ele alcançou, e ninguém perecerá.

Eu venho ao mundo para despertá-lo pela última vez, porque a cegueira da humanidade é muito grande e a indiferença tapa os ouvidos das criaturas de Deus.

Mas confio plenamente nos que hoje persistem, porque assim o Meu Reino Celestial desce à Terra e, por meio dele, desce o Meu Pai para dar a Sua Graça e a Sua Bênção a todo o mundo.

Sei que gostariam de escutar palavras bonitas. Meu Amor e Minha Consciência também se refletem nisso. Este é o tempo da conscientização da humanidade, é o tempo de assumir responsabilidades verdadeiras, para que todos os corações deixem de ser tíbios, porque Eu os chamo a carregar a cruz do mundo, assim como Eu carreguei os seus pecados, ainda que não tenham consciência.

Minha Graça permite, companheiros, que alcancem a verdade neste tempo para que, pouco a pouco, abandonem as vestes da ilusão, do hipnotismo mundial e da indiferença humana, que são as raízes profundas que criam as guerras e os conflitos entre as nações.

Mas o sofrimento terminará, não apenas o sofrimento que existe dentro de vocês como em todo o mundo.

Necessito preparar, através de vocês, a Minha chegada à humanidade. E este já é o momento em que as revelações demonstram que o mundo não está compreendendo a Mensagem de Deus.

Necessito que continuem construindo em vocês o refúgio que Eu buscarei no fim dos tempos, porque ainda deverão continuar elevando as suas consciências para aproximarem-se cada dia mais do Propósito de Deus e da Sua verdade.

Tenho tanto para dar ao mundo, e quão poucos o recebem! Mas, se hoje vocês estão aqui, assim como os irmãos que Me escutam por este meio, é porque aceitam o que Eu quero entregar-lhes para aliviar o seu padecimento e os seus sofrimentos, para fazê-los partícipes da comunhão com Deus e para que, algum dia, sejam Seus dignos filhos na superfície deste planeta.

Não temam as revelações que lhes trago. Não são simbólicas, são reais e palpáveis.

Ninguém poderá esconder-se das revelações de Deus, porque, se é o próprio Deus que Me envia ao mundo no começo desta Sagrada Semana, é para que continuem crescendo no amor e na fidelidade a Mim.

Ainda espero que muitos deem a vida por Mim como Eu a dei por vocês.

Por isso é necessário que o mundo reviva os fatos da Minha Paixão repetidas vezes, não para aterrorizar-se pelo que Eu vivi e padeci, que foi o mais profundo de tudo que foi relatado, mas para que algum dia sejam semelhantes a Mim no exemplo e na palavra, na doação e na entrega.

Sua definição para Comigo permitirá que a Minha Obra se concretize completamente na humanidade, ou não se concretize.

O mundo está sofrendo, como também sofrem muitos povos, raças e culturas.

Quisera poder abraçar o planeta ainda mais, porque ele está se afogando por tanta dor.

Por isso, em nome do Amor, da Luz e da Paz, Eu venho liberá-lo com o poder de todas as ferramentas do Meu Pai, com os princípios que existem em todo o Universo e com as grandes Potestades Superiores deste grande espaço sideral.

Por isso necessito que sintam Minhas Palavras no coração, que possam revivê-las e adotá-las como parte de si para quando Eu não estiver mais entre vocês, porque este é o tempo do cumprimento da última profecia que Eu mesmo preguei há dois mil anos.

Prometi estar com vocês até o fim dos tempos e aqui estou, com humildade e em serviço, com resignação e com entrega como muitos dos seus corações, prostrados ante Deus e Sua Majestade, ante o Seu Trono e Suas Hierarquias Celestiais, ante os Seus anjos, arcanjos, santos e bem-aventurados, todos eles hoje participando da abertura do Grande Portal para a Redenção e a Paz.

Mas hoje já vejo os frutos deste Mistério de Amor que há em vocês e que trabalha silenciosamente cada vez que dizem "sim" ao seu Senhor, à Sua convocatória e chamado, seja o que for.

Deus sente hoje um gozo profundo por Seus filhos, por tudo que Lhe ofereceram para que hoje Seu Primogênito estivesse aqui.

Sei que não sabem o que isso significa e representa para o Universo e, sobretudo, para a sua humanidade, mas assim como Eu estive com os Meus há tanto tempo, hoje estou com vocês na comunhão com o Pai, o Filho e o Espírito Santo, para que se cumpra a Sua Vontade.

Hoje volto a dizer-lhes e a pedir: "Amem-se uns aos outros assim como Eu os amei e os amo", porque não venho buscar suas misérias, mas sua fidelidade, sua perseverança e sua fé no Plano do Meu Pai, que está nos Céus.

Hoje venho com uma boa nova. O mundo deixará de sofrer, de padecer e de perder-se, porque no horizonte verão vir o Filho de Deus com todo o poder do Céu e do Universo, revelando os mistérios da Criação e de Suas Hierarquias, abrindo os olhos dos que estão cegos de espírito.

E nessa hora, Eu os encontrarei em um lugar que vocês nem imaginam, mas os encontrarei. Eu os chamarei pelo nome verdadeiro e profundo, e os congregarei como um só povo e uma só raça, sem diferenças, sem reconhecimentos e sem protagonismos.

Porque Aquele que virá depois de Mim será mais poderoso. É Aquele que os criou, que os gestou e lhes deu a vida, para que na vida vivessem o Seu Amor e O reconhecessem, assim como o Filho e Sua Santa Mãe O reconhecem.

Eu sou o princípio e o fim.

ABBUM DAVIN ABBA, AKSHOLAM EMMANUEL, ELI BAJDA, OLAM, IKSI.

É Ele que os chama para que vivam Nele e para que o Seu mistério, guardado no profundo do Seu Coração Eterno, seja revelado ao mundo, e a humanidade deste tempo recupere o projeto que algum dia perdeu.

As trombetas soarão e os anjos chamarão os povos, as raças e as culturas. E as religiões do mundo, finalmente, reconhecerão o Cristo nos seus semelhantes.

E uma união desconhecida, inquebrantável e intransferível, será vivida no coração dos filhos de Deus.

E não existirão mais religiões, senão um só povo, uma só humanidade sob um só poder e um só governo, ante a autoridade do Amor vivo de Deus.

A Terra e a sua superfície serão reconstruídas. As raízes do mal se dissolverão porque os redimidos proclamarão o Nome santo de Deus, assim como o fez o povo de Israel.

E não existirá mais conflito nem enfrentamento, dúvida ou incerteza, porque a fé dos orantes e dos que perseveram neste caminho triunfará, e o mal será vencido em sua essência para sempre.

Não haverá dualidade, não existirão dois caminhos, não existirá mais a escolha, porque o povo de Deus, que são todas as raças e todos os povos, viverá no Deus vivo, n'Aquele que sempre quis, desde o princípio, que fossem partícipes da Sua felicidade celestial e da Sua glória.

Tenham fé no que lhes digo e não importa mais, companheiros, quem participe ou não disso. O importante, neste tempo, é que criem condição para que isso ocorra, para que os menores de hoje o vivam no futuro próximo.

E as mães desta Terra não chorarão mais por seus filhos. As famílias não se refugiarão mais em outra nação. A fome e a injustiça não serão mais o mal do mundo.

Porque Aquele que vem no horizonte trará a Paz, e tudo mudará porque é Vontade de Deus. E o mundo viverá em irmandade. Amém.

Celebremos o começo desta Semana como o princípio da vitória de Cristo no coração dos homens e dos que têm fé em Sua Presença imaterial.

Abrindo as portas da Minha Igreja Celestial, hoje os reúno em torno de Minha mesa para que voltem a ser partícipes do Meu Corpo e do Meu Sangue, dos Dons de Deus que se doaram ao mundo através do Seu Filho, para salvá-lo e redimi-lo.

Mas, que esta Ceia de hoje, que celebraremos, seja a Ceia triunfante das almas bondosas e piedosas no Senhor, que levarão em seu coração o triunfo do Amor de Cristo e a chama da Fé para iluminar as trevas destes tempos.

Em Nome do Altíssimo, prostremo-nos, assim como hoje Eu Me prostro ante o Pai, aos Seus Pés.

Que as sequelas dos seus sofrimentos sejam curadas e que esta Graça espiritual que hoje lhes entrego seja compartilhada como o grande testemunho da unidade entre os seres e entre os povos.

Hoje rezo especialmente pela Venezuela. O fim está chegando, e verão a Luz no alto do seu monte sagrado, a Luz que destruirá o mal para sempre, porque a América é a Nova Terra prometida.

E todos os povos e nações, em Nome do Senhor, são chamados América e África, que serão o berço da Nova Humanidade.

Que assim seja.

Ponhamo-nos de pé e sigamos com esta construção para o divino, o imaculado e o puro.

Que soem os sinos do Universo. Que soem os sinos desta comunidade e deste monastério, porque o Todo-Poderoso, nesta Semana Santa, volta a entregar-Se a cada um dos Seus filhos, através do mistério do Amor e da Eucaristia.

Que hoje sejam lavados pelo Espírito Santo, sejam purificados pela Sua Chama de Amor para que, livres de toda falta e de toda dívida, seus templos internos se acendam na comunhão com o Amor de Deus.

Agradecemos e celebramos, no profundo do coração, porque o Deus da Misericórdia e não o Deus da Justiça escutou a voz dos orantes. E, pelos méritos da Minha Paixão, hoje as almas do mundo e as essências de Deus são resgatadas pela fé que os orantes deram ao Meu Coração.

Celebremos, porque muitas almas do inferno hoje entram no Céu por obra dos misericordiosos.

Que floresçam os altares da Criação. Que se acendam as velas da Adoração, porque Aquele que os ama escutou-os, e o Seu Reino Celestial tocou a Terra e curou profundas feridas.

 
Pai Universal,
Eterno Deus da vida e de tudo que foi criado,
escuta agora a voz do Teu Filho
que, às portas da Nova Jerusalém,
implora por Tua Graça e Tua Luz
para que o mundo seja banhado pela
 potência do Teu Espírito, da Tua Alma e Divindade,
e para que todos celebrem
o júbilo de hoje estar em Ti. 
Amém.

Assim como Tu abençoas o Céu,
abençoa hoje a Terra,
pelo poder insondável
da Tua Misericórdia e da Tua Piedade.
Apaga dos corações o sofrimento,
reacende nas almas a chama da Tua Fé
para que, no fim das suas vidas,
na última expiração dos seus corpos,
vejam abrir-se o portal que os levará
ao Teu Reino Celestial.
Amém.

Santo és, Senhor do Universo,
por tudo que criaste e manifestaste.

Santo és, Senhor, pela vida
que geraste e despertaste.

Santo és, Senhor, por teres criado
as mulheres para que fossem mães
dos Teus filhos até o fim dos seus dias.

Santo és, Senhor, pelos homens
que trabalham a Tua terra e a cultivam
para alimentarem-se dos Teus Sagrados Dons,
dos Dons da Natureza.

Santo és, Senhor, por haveres-Me enviado
ao mundo como um simples e humilde homem
para demonstrar o infinito Universo
da Tua Humildade e da Tua Paz.
Amém.

E aproxima-se o momento em que o Filho do Homem se transubstanciará através da forma do pão e do vinho, em Seu Corpo e em Seu Sangue.

Que os seus corações revivam este momento de sacrifício e de entrega do Seu Mestre e Senhor pela humanidade.

Os que puderem ajoelhem-se e os que não puderem fiquem de pé.

Senhor, recordo a oportunidade que Me deste, de viver este grande sacrifício pela humanidade e, em nome dos fatos vividos na Última Ceia, hoje recordo-lhes: "Tomem e comam todos d'Ele, porque este é o Meu Santo Corpo que foi entregue pelos homens para a remissão dos pecados".

Repitamos: Adoramos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.

Do mesmo modo que no passado, hoje volto a dizer-lhes: "Tomem e bebam todos d'Ele, porque este é o Cálice do Meu Sangue, Sangue da Nova Aliança, que é derramado pelo Cordeiro de Deus para o perdão dos pecados; façam isso em Minha memória".

Adoramos-Te, Senhor, e bendizemos-Te.

E, em união com a Santíssima Trindade, demo-nos as mãos para repetir o grande decreto da união das almas com o Universo de Deus.

Pai Nosso (em português).

E assim é consumado o mistério do Amor de Deus na Eucaristia e no Sangue de Cristo.

Assim se revela ao mundo, de forma simples e humilde, sagrada e bendita, a Vontade de Deus e o cumprimento do Seu Projeto de Amor na Terra.

Veneremos e adoremos Aquele que nos deu a vida e a oportunidade de amar, de perdoar e de reconciliar-nos.

Que, pelos méritos do Seu Amado Filho, o Senhor os absolva e lhes conceda o Sacramento da Reconciliação, para que sintam a Sua Eterna Paz.

Eu os abençoo neste primeiro dia, às portas do tempo da revelação e da consciência.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Ponhamo-nos de pé.

Em nome do Amor e da Unidade em toda a humanidade, vocês se darão a saudação da Paz.

Agradeço-lhes.

Quem somos?

Associação Maria
Associação religiosa cristã e ecumênica que tem por finalidade difundir a mensagem universal de amor e de paz que Cristo Jesus, a Virgem Maria e São José transmitem aos monges da Ordem Graça Misericórdia, estimulando o crescimento espiritual através da oração e do serviço altruísta.

Contato

Mensageiros Divinos