Domingo, 6 de agosto de 2017

Maratona da Divina Misericórdia

Hoje venho proclamar Meu advento, mas também Meu agradecimento pelas almas boas, honestas e sinceras, que se congregaram aqui para celebrar, com Seu Senhor, o triunfo de Seu Reino na humanidade. Esse acontecimento é parte de Minha Vitória celestial no planeta.

Não temam, companheiros, aqui e em nenhuma parte do mundo, porque se Meu rival está agitado é sinal de que está próxima sua derrota.

Hoje também venho pelas almas que sofrem e que não estão aqui presentes como vocês estão aqui, participando desta Comunhão íntima com Meu Coração Misericordioso.

Através de suas orações nestes dois dias, um grande número de almas pôde ser submerso no Oceano de Minha Misericórdia. Os pecados mais inapagáveis e imperdoáveis foram dissolvidos pela Chama celeste de Minha Graça.

Agora vejam, companheiros Meus, soldados Meus, discípulos Meus, qual é a verdadeira tarefa para o fim destes tempos. Não busquem resultados maiores através desta Obra. Isso acontecerá se Meu Pai assim o desejar.

Eu os convido sempre a viver no amor e na verdade, porque sempre saberão estar livres das prisões deste planeta e de toda sua ilusão mundial.

Hoje suas almas abriram os olhos da consciência.

Hoje seus corações abriram as portas ao Infinito, e isso é parte de Minha Graça; de tudo o que concede Meu Sagrado Coração para as almas, depois de Eu ter vivido a dolorosa Paixão já há tanto tempo.

Hoje Me fizeram a Cruz mais leve. Por isso estou aqui, junto aos anjos do Universo, para celebrar junto a vocês esta nova Ceia, hoje a Ceia da alegria. É muito necessária a esperança nestes tempos. Seus corações nunca podem perder a esperança, porque seus irmãos virão buscar essa esperança em vocês e em cada exemplo de amor e de caridade.

Venho assim verter sobre vocês Meus Dons, os Dons do Espírito Santo, da Chama Sagrada de Deus; do que constrói a consciência evolutiva, a transcendência e a ascensão.

Hoje venho falar com vocês através da Lei da Ascensão, aquela Lei que o Universo aplicou para elevar Minha Consciência ao Universo, há mais de dois mil anos. Essa Lei lhes permite viver a transcendência de todo o corrupto, tão somente quando abrem seus corações, assim como os abriram nestes dois dias.

A Lei se cumpre por si só e as almas já não têm mais pesos impagáveis para viver. As cadeias se liberam, as amarras se desatam e o Raio da Vontade-Poder se manifesta em tudo o que é a vida planetária.

E apesar de que as águas do mundo e das nações estejam turvas, saibam que não os abandonarei. Cumpro as promessas que Eu dito, assim como as cumpri com Meus apóstolos, com todos os cristãos, através dos tempos e por meio de todos os milagres.

Hoje venho do Céu com Minha Igreja Celestial. As portas se abrem para que os anjos do Universo desçam e assim louvemos ao Todo Poderoso, ao Criador, por fazer a humanidade merecedora de tantas Graças.


Frei Elías del Sagrado Corazón:

Vamos, a pedido de Nosso Senhor Jesus Cristo, escutar o cântico “Louvado seja Deus, Aleluia, Aleluia!”, abrindo as portas da Igreja Celestial.

E agora, a pedido de Cristo, abriremos as portas ao universo angélico e arcangélico. Cantaremos Kodoish melódico, unidos aos nossos anjos da guarda, acompanhando o exercício que Nosso Senhor está fazendo.

Vamos louvar, junto aos anjos, a nosso Criador.

Vamos nos ver, acompanhados por Cristo, diante da Fonte Primordial.

Vamos visualizar, através de nosso coração, essa luminosa Presença do Pai, que se aproxima da humanidade através de Nosso Senhor Jesus Cristo e do poder de Seu Sagrado Coração.

Vamos ver como o Mestre, dentro de Sua Igreja Celestial, nos abre essa porta que nos levará ao encontro com o Criador.

Vamos visualizar, através deste Portal de Luz que Cristo nos abre, um grande oceano de luz celeste, profundo e, acima dele, vemos uma grande Esfera de luz dourada, mais luminosa que muitos sóis; acima dela, vemos nosso Pai Eterno, com Seu Aspecto de Sabedoria e Discernimento, de Bondade, de Amor e de Misericórdia.

Vamos ver, ao redor de nosso Pai, as diferentes consciências angélicas aladas, que se prostram ante Ele e levemente, inclinando nossas cabeças, vamos saudar a nosso Pai, o Criador: Abba.

Jesus nos levou até Ele para que O escutemos, para que escutemos a Voz de nosso Pai, assim como a Voz de nosso Pai falou a Seu Filho amado muitas vezes.

Nesse recolhimento e adoração, diante dessa Fonte Primordial e desse Universo espiritual do qual Cristo nos convida a comungar plenamente, vamos realizar, a Seu pedido, um ato de perdão e de reconciliação. E diante dessa Fonte Primordial, vamos depositar nossos sentimentos, nossos pensamentos, nossos erros, nossos equívocos, nossos desvios para nos servir do Pai através de Cristo, a Fonte de Sua Misericórdia.

Colocamos nossas mãos em sinal de recepção, apoiando-as sobre nossas pernas. Vamos deixar nosso corpo físico relaxado, para que a energia espiritual do Criador ingresse em nossa consciência através de nossa cabeça e em direção a todo nosso corpo, chegando ao centro de nosso coração.

Neste momento, diante da Presença de Nosso Senhor Jesus Cristo, dos anjos, dos arcanjos, e de nosso Pai Celestial, vamos emitir esse ato de perdão e de reconciliação, liberando nossos corações de qualquer amargura, de qualquer perturbação ou de qualquer aflição que nos amarre, que limite nosso caminhar espiritual.

No silêncio de nosso coração e de nossa consciência, vamos entregar nas Mãos de Cristo nossas misérias e vamos receber de Cristo o que Ele retirará da Fonte para nos entregar, em um profundo vazio, sem intenção nem expectativa, em um profundo nada.

Vamos nos entregar aos Pés do Pai Celestial. Vamos ver Seu Olhar bondoso e misericordioso. Vamos ver como nos extende Seus Braços e Suas Mãos, como um pai que abraça seu pequeno filho e vamos nos sentir em paz e em comunhão com a Vida Universal.


A Voz do Pai:

Escutai, filhos, a Voz de vosso Pai.

Escutai, humanidade, a Voz de Teu Pai Criador.

Endireitai vossos caminhos. Colocai vossos corações nas Mãos de vosso Senhor, porque a inocência no mundo está se perdendo e a escuridão está avançando, distanciando todas as Minhas criaturas da Fonte de Meu Amor.

Recebei de Meu Reino Celestial a Cura para vossas consciências e a Luz para vossa renovação; o Amor para vossa ascensão, a Redenção para vossa liberação.

Ingressai em Minha Igreja Celestial e dizei a todos os vossos irmãos que chegou a hora de retornar ao Pai e de testemunhar o que aprendestes sobre este planeta. Uma síntese hoje se realiza em vossas vidas, e um novo ciclo espiritual começa em vossas pequenas consciências.

Filhos desta Criação, deixai que Vosso Amoroso Pai deposite Seus Dons em vossos corações e finalmente, em nome do Amor, sede outros sobre este planeta que tanto sofre, que tanto agoniza e que padece a perseguição desta raça e a destruição de tudo o que criei à imagem e semelhança de Minha Consciência.

Senti a dor da Mãe Terra e o pedido de sua misericórdia. Senti a dor dos Reinos e seu pedido de redenção. Senti a natureza, que pede pela paz. Senti na consciência deste planeta o grande cristal do centro da Terra, que em seu silêncio pede por piedade.

Vós sois parte deste mundo e deste Universo Criador. Vós sois parte de uma Vida que não vos pertence. Vós sois parte de uma origem, de um princípio e de um fim pensado por Meu Coração Paternal.

Neste profundo vazio que hoje vos convido a viver, nos Braços de vosso Pai Eterno e em uma profunda entrega de amor e de unidade, peço-vos, filhos, que ajudeis Meu Plano Universal, todos Meus anjos, todos os arcanjos, Meu Amado Filho e Minha Bem aventurada Mãe.

Recebei da Fonte a Santíssima Trindade e comungai, em Minha Igreja Celestial, destes princípios. Que vossas células despertem ao novo. Que vossos sentimentos se elevem e que vossos medos se dissolvam, porque chegou a hora do Grande Juízo do Amor, no qual virei vos pedir, filhos, tudo o que Eu vos dei, desde o Universo imaterial.

Diante de Minha Fonte, do Universo do Meu Amor, encontrai nele a Divina Pureza. Crede-Me, é possível poder recuperá-la, porque se Eu Sou vosso Pai que está nos Céus, nunca haverá nada impossível para Seus filhos, quando for Minha Divina Vontade.

Hoje recebei, em seus mundos internos, uma pequena chispa da Fonte da Pureza Original e fazei-a crescer em vós, assim como cresce a flor para louvar a Criação.

Agora levai vossas mãos sobre vosso peito e vede como uma flor de luz se abre em vossos mundos internos, e a reconciliação se estabelece entre o Universo espiritual e o Universo material

Já não há mal que se oponha a isso, porque se Minha Vontade, filhos, é que Eu esteja em vós, também é Minha Vontade que vós estejais em Mim, assim como o está Meu Filho e Eu estou Nele, em perfeita Unidade.

Com esse exercício do mais puro Amor de vosso Criador, dissipo algumas trevas da Terra e trago a Graça nesta tarde do despertar de novas consciências.

Filhos, sede Minhas Colunas para que Eu possa erguer Meu Templo sobre vós e guardar dentro dele todos os que sofrem.

Deixo-vos com Meu Filho, porque em Meu Filho está a Vida, como parte de Minha divina Emanação e de Minha sublime Consciência em todos os Universos da Criação.

Hoje se cumpre neste lugar uma Lei cósmica. Hoje uma Graça inexplicável se manifesta para grande número de consciências. Isso é Obra do Amor que sinto por Meus filhos; mais por aqueles que se distanciaram de Mim e estão perdidos.

Sede espelhos de Deus no mundo e Minha Luz poderá refratar-se na humanidade. Crede que é possível, porque assim não se reconhecerão.


A Voz de Cristo Jesus:

Se Meu Pai não tivesse Me enviado ao mundo, Eu nunca teria aprendido a amar, porque através de Meus inimigos está a vivência do amor e a expressão de Minha Divina Misericórdia.

Hoje os trouxe aqui, até a Fonte e diante de Meu Pai Celestial, para que O escutem, O vivam e O sintam, assim como Eu O sinto em cada segundo da vida e em cada respiração.

Que o mundo volte seus olhos ao Universo, para que recupere sua filiação com Deus. Que o mundo não ofenda mais a Deus, porque o Pai se sente muito ofendido por tanta indiferença, por tanta maldade, por tanta crueldade.

Sejam portadores da Misericórdia de Deus e alcançarão o Reino dos Céus, assim como hoje viveram por um momento o Reino dos Céus.

Deus se pronunciou depois de Seu Silêncio. Felizes sejam os que abriram seus ouvidos sem poder ver, porque serão dignos do Reino dos Céus.

Quisera que o mundo vivesse os Universos sublimes, porém sei que Meu inimigo se encarregou de afastar a humanidade de sua verdadeira consciência.

Hoje, depois que aprenderam como conectar-se com Deus, imitem Meu exemplo e o façam por seus irmãos, por todos os que estão adormecidos.

Venho fechar este encontro através desta união com o Criador. Venho oficiar estes Sacramentos como uma dádiva a mais para as almas. Peço-lhes que não percam estes tesouros internos. Que nada nem ninguém os tire, porque pertencem ao Criador, para a vivência das almas.

Agora Meus anjos transusbstanciarão os elementos e as substâncias, para que sirvam de cura, de júbilo e de gozo para as almas simples. Amém.

Agora recebam de Meu Coração a benção do Amor, a gratidão eterna por este encontro. E como isso é parte de um júbilo de Deus e da Obra de Sua Graça, quero que hoje as nações do mundo, além do Brasil e do Cone Sul, recebam de seus corações o Raio da esperança, aquele que abre as portas para a cura da humanidade.

Elevo-Me ao Céu escutando “Color Esperanza”. Que suas vozes cantem pelo mundo, para que os corações se curem de sua doença espiritual.

Que assim seja.

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.